Meteorologia

  • 16 JUNHO 2019
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 24º

Edição

"Venci o cancro no mesmo dia em que a minha mãe morreu"

Esta é a história de Bex Lindsay.

"Venci o cancro no mesmo dia em que a minha mãe morreu"

No início de 2013, Bex Lindsay descobriu que tinha um "nó no pescoço". Na verdade, "para ser honesta", como descreve num texto publicado na primeira pessoa no Metro britânico, o caroço já lá estava desde 2012, mas Lindsay fingiu não o sentir. 

Depois de finalmente ter decidido ir ao médico e realizar uma biópsia, foi diagnosticada com cancro da tiróide. Depois de alguma pesquisa, percebeu que "este era um dos 'melhores' tipos de cancro". 

E, na verdade, o tratamento foi bem rápido, acrescenta. "Nunca senti dor e o meu otimismo um tanto ingénuo protegeu-me de me preocupar com o que aconteceria caso o tratamento não funcionasse". 

"Mas quando comecei a melhorar, algo de errado aconteceu à minha mãe. Ela começou a ficar mais cansada que o normal e tinha dificuldades em respirar. Queixava-se inclusive de dor nas articulações", indicou. 

A mãe de Bex sentia dores, mas coibia-se de se queixar enquanto cuidava da filha. Mais tarde descobriram que a progenitora e Bex tinha cancro no pulmão e nos ossos, classificado como terminal. 

Os médicos acreditavam que à mãe de Bex não restaria mais do que um ano de vida. Mas ela acabaria por morrer apenas duas semanas depois do diagnóstico, no mesmo dia em que "fiz um exame que claramente mostrou que eu estava livre do cancro". 

Agora, "dificilmente me lembro que tive cancro. Só sei que perdi a minha mãe", escreveu. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório