Meteorologia

  • 24 ABRIL 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 15º

Edição

Egito abre investigação a vídeo de casal nu no topo da pirâmide de Guizeh

As autoridades egípcias iniciaram uma investigação depois da publicação nas redes sociais de um vídeo que mostra um casal nu, aparentemente no topo da pirâmide de Guizeh, provocando uma onda de indignação no país, anunciou o Governo.

Egito abre investigação a vídeo de casal nu no topo da pirâmide de Guizeh
Notícias ao Minuto

12:25 - 11/12/18 por Lusa

Mundo Autoridades

O vídeo mostra inicialmente um casal a escalar na escuridão uma pirâmide que aparenta ser a de Guizeh, e continua com as imagens de um homem e uma mulher nus, no topo da pirâmide, de madrugada, numa pose sugestiva, mas desfocada.

O vídeo foi publicado no Youtube no passado dia 08 de dezembro pelo fotógrafo dinamarquês Andreas Hvid, que afirma ter escalado a pirâmide com uma amiga, no fim do mês de novembro.

Com mais de 2,5 milhões de visualizações, a publicação gerou rapidamente muita polémica no Egito, onde o ato foi considerado ilegal e desrespeitoso do património egípcio.

"Uma civilização de 7.000 anos transformou-se no cenário de um ato sexual", descreveu um internauta egípcio na rede social 'Twitter', citado pela agência France-Presse (AFP).

"Eles querem prejudicar a dignidade e o orgulho dos egípcios, porque a pirâmide reflete a glória e a grandeza do povo egípcio", afirmou outro utilizador de redes sociais.

As autoridades admitiram, no entanto, algumas dúvidas acerca da veracidade das imagens publicadas e ordenaram uma investigação.

"A justiça egípcia iniciou uma investigação sobre o ato do fotógrafo dinamarquês e a autenticidade do vídeo e das fotografias tiradas no topo da pirâmide de Khéops que ele publicou", disse à AFP Mustafa Waziri, secretário-geral do Conselho supremo das Antiguidades egípcias.

No caso de as imagens serem verdadeiras e realmente filmadas no topo da pirâmide, trata-se de um "crime extremamente grave", afirmou ainda, acrescentando que escalar pirâmides é uma prática ilegal no Egito.

No entanto, todos os anos, várias pessoas tentam chegar ao topo do monumento.

Em 2016, um turista alemão que tirou fotografias e vídeos depois de ter escalado a Grande pirâmide foi proibido de entrada no território egípcio "para sempre".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório