Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

Polícia obrigou mulher a dar à luz algemada

Mulher, de 27 anos, teve o filho com um dos braços algemados à cama.

Polícia obrigou mulher a dar à luz algemada

O caso aconteceu em fevereiro, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Uma mulher, de 27 anos, então detida numa cela da polícia em Bronx, ali entrou em trabalho de parto, tendo sido 

Transportada para o Montefiore Medical Center, os agentes algemaram-lhe os pulsos à cama e até os tornozelos lhe acorrentaram.

Durante cerca de uma hora a mulher suplicou para lhe retirarem as algemas, o que viria a acontecer mas apenas parcialmente, tendo acabado por dar à luz com um braço algemado à cama, mesmo depois de o médico de serviço ter alertado a polícia para a ilegalidade do que estava a acontecer.

Desde 2015, sublinhe-se, que é proibido uma mulher dar à luz nestas condições.

Jane Done, nome fictício, pediu ao tribunal para permanecer no anonimato devido à humilhação que representou para ela esta experiência. No total, esteve detida durante 30 horas.

“Ainda não compreendo o que se passou comigo e não estou preparada para contar ao meu filho”, disse num comunicado enviado à imprensa norte-americana.

Jane apresentou queixa contra a esquadra e os polícias envolvidos por terem violado a lei do estado e avança com um pedido de indemnização. O departamento em causa limitou-se a dizer que está a “analisar cuidadosamente as alegações”, escreve o The New York Times

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório