Meteorologia

  • 18 DEZEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 12º

Edição

Missão da CEDEAO chega a Bissau na segunda-feira

Uma missão ministerial da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) chega segunda-feira à Guiné-Bissau para analisar os preparativos para a realização de eleições legislativas no país, informou hoje a organização.

Missão da CEDEAO chega a Bissau na segunda-feira
Notícias ao Minuto

19:33 - 07/12/18 por Lusa

Mundo Comunicado

"A missão ministerial acontece no âmbito do acompanhamento, por parte da CEDEAO, dos preparativos em curso das eleições legislativas na Guiné-Bissau e vem na sequência da última que aconteceu no início de novembro", refere, em comunicado divulgado à imprensa, a organização.

Durante a sua estada em Bissau, a missão vai reunir-se com as autoridades nacionais, líderes políticos e representantes da comunidade internacional.

O anúncio da chegada da missão ministerial da CEDEAO ocorre um dia depois de o Ministério Público, através de um despacho, ter ordenado a suspensão do recenseamento eleitoral em curso no país e colocado forças de segurança no Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral no âmbito de uma investigação que está a fazer por suspeitas de fraude.

A investigação teve início na sequência de uma queixa apresentada por um grupo de partidos políticos, onde está incluído o Partido de Renovação Social (segunda maior força do país e que faz parte do atual Governo em funções no país), terem apresentado uma queixa no Ministério Público por alegadas irregularidades no processo de recenseamento.

No final da última visita realizada à Guiné-Bissau, a 05 de novembro, a CEDEAO referiu que queria que o país realizasse eleições legislativas até ao final deste ano.

As eleições legislativas na Guiné-Bissau estavam inicialmente marcadas para dia 18 deste mês, mas dificuldades na preparação do processo, nomeadamente atrasos no recenseamento eleitoral, levaram ao adiamento do escrutínio.

Em declarações feitas hoje aos jornalistas, o ministro da Presidência e do Conselho de Ministros afirmou que estão recenseados cerca de 93% dos eleitores guineenses.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório