Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

Indígenas brasileiros destacam a sua contribuição na proteção do ambiente

Povos indígenas de várias regiões do Brasil apresentaram na Conferência do Clima, na Polónia, as suas contribuições para a proteção ambiental e a forma como contribuem para conter o aquecimento global, anunciou hoje o Governo brasileiro.

Indígenas brasileiros destacam a sua contribuição na proteção do ambiente
Notícias ao Minuto

19:15 - 07/12/18 por Lusa

Mundo Brasil

"Ajudamos na regulação do clima porque temos um outro jeito de pensar a floresta e a alimentação e de lidar com a natureza", explicou Francisca Arara, representante indígena do estado do Acre.

O assunto foi debatido nesta quinta-feira na Conferência do Clima (COP 24), reunião internacional que ocorre até ao final da próxima semana, na cidade de Katowice, na Polónia, onde foi exibido um documentário denominado "quentura", onde se mostraram exemplos de como os povos que vivem na floresta sentem efetivamente as mudanças do clima.

Os depoimentos narram como determinadas regiões foram ficando mais quentes com o passar do tempo e como as populações locais têm lidado com prejuízos como a perda de plantações e a escassez de alimentos.

Uma nova abordagem holística do uso do fogo e o combate às queimadas, feito pelo Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), com auxílio das brigadas indígenas, foram apresentados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) como uma forma de contrubuir para essa proteção ambiental.

Os quilombolas, descendentes de escravos que fugiram antes da abolição e vivem em pequenas comunidades rurais do interior do país, em áreas demarcadas, também mostraram como têm contribuído para a agenda climática, através da implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR), um registro obrigatório para todas as propriedades rurais do país, nos seus territórios.

No entanto, a organização ambiental Greenpeace denunciou no mês passado que as florestas, povos e clima da Amazónia brasileira estão sob ameaça caso o Congresso brasileira aprove projetos que, segundo a ONG, são apoiados pelo Presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro.

Segundo a organização, esses projetos incluem a flexibilização do licenciamento ambiental no Brasil, a redução de áreas protegidas, a paralisação das demarcações de terras indígenas.

O Brasil desistiu de acolher a Cimeira do Clima de 2019 (COP25) devido a dificuldades orçamentais e ao processo de transição do Presidente eleito, Jair Bolsonaro, anunciou fonte oficial.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório