Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2018
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 18º

Edição

Da roupa à casa, o escrutínio à mais jovem congressista dos EUA

Desde que foi eleita para o congresso, as controvérsias em torno de Alexandria Ocasio-Cortez na imprensa têm-se sucedido.

Da roupa à casa, o escrutínio à mais jovem congressista dos EUA
Notícias ao Minuto

11:04 - 19/11/18 por Fábio Nunes 

Mundo EUA

Na sequência das recentes eleições intercalares norte-americanas no início do mês, Alexandria Ocasio-Cortez fez história. Aos 29 anos de idade tornou-se a mais jovem mulher congressista. A democrata foi eleita pelo 14º distrito de Nova Iorque de forma esmagadora com 78% dos votos. Mas as primeiras semanas depois das midterms têm sido marcadas por controvérsias em torno de questões que não têm qualquer relação com a política.

A mais recente diz respeito à roupa que Ocasio-Cortez levou para o Congresso, numa visita para conhecer melhor o Capitólio do qual será um membro a partir de janeiro. Eddie Scarry, um jornalista do Washington Examiner, um meio de informação conservador, publicou a fotografia da futura congressista no seu Twitter.

“Um funcionário do Capitólio enviou-me uma fotografia de Ocasio-Cortez que acabou de tirar. Digo-vos uma coisa: aquele casaco e aquele blazer não parecem de uma rapariga em dificuldades”, escreveu.

O comentário do jornalista fazia referência a uma recente entrevista da jovem política ao The New York Times, na qual admitiu uma preocupação comum a muitas pessoas da sua geração: pagar a renda da casa. “Vou estar três meses sem salário até ser um membro do Congresso. Então como é que arranjo um apartamento? Estas pequenas coisas são bem reais. Estamos a lidar com a logística disto diariamente, mas estou a guardar dinheiro na esperança de me aguentar até janeiro”.

Alexandria Ocasio-Cortez falava da mudança de Nova Iorque para Washington. As suas afirmações não tardaram a ser escalpelizadas pela Fox News e outros meios de comunicação associados ao Partido Republicano, que criticaram-na por ter usado roupas caras para uma sessão fotográfica anteriormente. Roupas essas que, como a congressista eleita explicou, foram emprestadas e depois da sessão foram devolvidas.

No caso do fato preto referido pelo jornalista Eddie Scarry, não terá sido isso que se passou. Mas Ocasio-Cortez reagiu no Twitter. “Se entrasse no Congresso com roupa larga e velha, riam-se de mim e tiravam uma fotografia de costas. Se entro com as minhas melhores roupas, riem-se de mim e tiram-me uma fotografia de costas. A escuridão odeia a luz – é por isso que não ligo”, respondeu.

O jornalista apagou o tweet mas Ocasio-Cortez não deixou que a história acabasse assim e republicou-o. “Eddie Scarry pensa que pode apagar a sua misoginia sem um pedido de desculpas? Não creio. És um jornalista, deixa que os leitores saibam a tua inclinação”.

A vitória inesperada de Alexandria Ocasio-Cortez na corrida ao Congresso tornou-a numa das sensações do Partido Democrata. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório