Meteorologia

  • 23 ABRIL 2019
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 13º

Edição

Theresa May nomeia Stephen Barclay como novo ministro do Brexit

Stephen Barclay era secretário de estado para a Saúde e irá agora substituir Dominic Raab, que anunciou a sua demissão na quinta-feira.

Theresa May nomeia Stephen Barclay como novo ministro do Brexit

O novo ministro britânico para o Brexit é Stephen Barclay, de 46 anos, que trabalhava como secretário de estado para a Saúde e Serviços Sociais, diz a BBC. Antigo diretor do Banco Barclays e eleito por North East Cambridgeshire, Barclay é um apoiante da saída do Reino Unido da União Europeia.

Recorde-se que o antigo negociador britânico para o Brexit, Dominic Raab, anunciou a sua demissão um dia após a aprovação, pelo Conselho de Ministros, do princípio de acordo com Bruxelas.

Dominic Raab estava no cargo também em substituição de um ministro demissionário, David Davis, que saiu em julho depois do governo ter concordado com um plano para manter algumas ligações com a União Europeia depois do Brexit.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, nomeou ainda Amber Rudd, antiga ministra do Interior, para ministra do Trabalho e Pensões, cargo ocupado antes por Esther McVey, que também saiu descontente com o resultado das negociações com os 27.

Amber Rudd regressa ao governo sete meses após se demitir na sequência do escândalo com as dificuldades causadas pelo Ministério do Interior aos imigrantes caribenhos que chegaram ao país no pós-guerra para confirmarem o seu direito de residência no Reino Unido.

Recorde-se que o governo britânico aprovou na quarta-feira de forma "coletiva", mas sem unanimidade, o rascunho de acordo de saída do Reino Unido da União Europeia, após um conselho de ministros que se prolongou por cinco horas.

O documento estabelece uma solução para garantir que não é imposta uma fronteira física entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda, garante os direitos dos cidadãos europeus no Reino Unido e britânicos na Europa, a compensação financeira e um período de transição até ao final de 2020.

Além de Raab e McVey, demitiram-se em desacordo vários outros membros do governo menos graduados, mas hoje dois ministros importantes, Michael Gove e Liam Fox, manifestaram publicamente o apoio a Theresa May e rejeitaram demitir-se, apesar de serem a favor do 'Brexit'.

A primeira-ministra britânica já tinha sofrido uma vaga anterior de demissões em julho, incluindo do anterior ministro para o 'Brexit' David Davis e do antigo ministro dos Negócios Estrangeiros Boris Johnson, insatisfeitos com a estratégia de negociação de Theresa May.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório