Meteorologia

  • 15 NOVEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Celebridades iranianas lançam petição contra sanções norte-americanas

Celebridades iranianas, incluindo o realizador Ashgar Farhadi, premiado com dois Óscares, e o músico Kayhan Kalhor, que recebeu um Grammy, lançaram uma petição contra as sanções norte-americanas ao país, alertando para o seu impacto na população.

Celebridades iranianas lançam petição contra sanções norte-americanas
Notícias ao Minuto

15:52 - 09/11/18 por Lusa

Mundo Donald Trump

"Uma vez mais, os Estados Unidos impuseram sanções contra o Irão (...). Cada iraniano pagará o preço pessoalmente", refere a petição, intitulada "Vozes contra as sanções" e divulgada na quinta-feira no 'site' change.org.

Na segunda-feira foram restabelecidas novas sanções norte-americanas contra o Irão, depois de um primeiro pacote ter entrado em vigor em agosto, na sequência da decisão unilateral do presidente Donald Trump, em maio, de se retirar do acordo de 2015 entre Teerão e as grandes potências sobre o programa nuclear iraniano.

"Os políticos vão e vêm, mas as repercussões das suas desastrosas decisões serão um pesadelo para as gerações futuras", adiantam os autores da petição.

O texto já recolheu perto de 5 mil assinaturas, entre realizadores, músicos, ativistas e advogados iranianos.

Farhadi recebeu dois Óscares na categoria de melhor filme estrangeiro em 2012 e 2017, por 'Uma Separação' e 'O Vendedor', respetivamente.

Kalhor, virtuoso do kamancheh (instrumento tradicional de cordas tocado com um arco da Ásia Central e de Leste), foi premiado com um Grammy em 2017.

O acordo sobre o nuclear iraniano foi concluído em julho de 2015 entre o Irão e os 5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança - Estados Unidos, Reino Unido, França, China e Rússia - mais a Alemanha).

Permitiu acabar com anos de isolamento do Irão ao levantar uma parte das sanções económicas internacionais, tendo Teerão aceitado em troca limitar drasticamente o seu programa nuclear para garantir que não iria obter a arma atómica.

Apesar da saída dos Estados Unidos, os restantes signatários do acordo comprometeram-se a tudo fazer para o preservar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório