Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 12º

Edição

Um jornalista contra Donald Trump. Terá a Casa Branca editado vídeo?

Jim Acosta viu a sua acreditação à Casa Branca ser retirada na sequência de uma troca de argumentos com Donald Trump. Vídeo utilizado para justificar a decisão terá sofrido alteração.

Um dia depois das eleições intercalares, o presidente dos Estados Unidos deu uma conferência de imprensa, a partir da Casa Branca, onde permitiu algumas perguntas dos jornalistas no final. Jim Acosta, correspondente político da CNN, questionou sobre a caravana de migrantes e Donald Trump não gostou.

A discussão que se gerou levou o presidente norte-americano a ordenar ao jornalista que se calasse e que se sentasse, obrigando a funcionária da Casa Branca encarregue de passar o microfone a agir.

O vídeo desse momento foi apresentado como um dos motivos para justificar a revogação da acreditação do jornalista da CNN para a Casa Branca. A informação foi avançada em comunicado por Sarah Huckabee Sanders, indicando que esta revogação se manterá até "decisão em contrário".

Foi exatamente Sarah Sanders que partilhou o vídeo que é acima apresentado. Conforme já foi noticiado, no vídeo original e no alegadamente adulterado, o movimento de braço de Jim Acosta quando este se tenta manter na posse do microfone é diferente

O Independent avança que se trata de uma edição feita pelo site Infowars, que a Casa Branca decidiu partilhar. Acima, pode ver as duas versões comparadas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório