Meteorologia

  • 16 DEZEMBRO 2018
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Morreu Amal, a menina que virou símbolo da fome e guerra no Iémen

"Pele e osso", descrevia o médico numa reportagem do New York Times.

Morreu Amal, a menina que virou símbolo da fome e guerra no Iémen
Notícias ao Minuto

16:30 - 02/11/18 por Notícias Ao Minuto 

Mundo Fotografia

A história dos anos mais recentes no Iémen é de fome, guerra e miséria, com o número de mortos, de refugiados e de pessoas famintas a continuar a aumentar.

As Nações Unidas alertam que milhões de pessoas estão em risco ou vivem já em fome extrema. Se nada for feito, o número de pessoas dependentes de rações de ajuda humantária para sobreviver poderá chegar aos 14 milhões - praticamente metade do país.

O New York Times publicou recentemente uma reportagem sobre o tema de onde se destacou a fotografia de uma menina em particular, Amal Hussein, uma criança que surgia emaciada e extremamente débil numa das imagens. "Pele e osso", descrevia o médico que a tinha ao cuidado.

A imagem tornou-se viral e muitos procuraram ajudar. Mas a ajuda para Amal já não chegará a tempo. O mesmo jornal nova-iorquino reporta que a menina, de 7 anos de idade, morreu. "O meu coração está destroçado", admitiu a mãe.

A guerra civil no Iémen tem contado com a participação direta de uma coligação liderada pela Arábia Saudita. Estados Unidos e Reino Unido, países vendedores de armas ao regime saudita, têm mudado de discurso com o avançar da guerra e o facto de esta ter recebido mais atenção dos media e da opinião pública. 

Jim Mattis, secretário de Defesa dos Estados Unidos, já exigiu um cessar-fogo na região.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório