Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 17º

Edição

Voto antecipado dispara nos EUA a cinco dias de legislativas intercalares

O voto antecipado nas eleições legislativas intercalares da próxima semana nos Estados Unidos disparou, em comparação com as últimas eleições de meio de mandato, realizadas há quatro anos, segundo dados hoje divulgados.

Voto antecipado dispara nos EUA a cinco dias de legislativas intercalares
Notícias ao Minuto

20:50 - 01/11/18 por Lusa

Mundo Eleições

Até 31 de outubro, cerca de 24,02 milhões de pessoas tinham votado antecipadamente, em contraste com os 12,93 milhões que o fizeram durante um período semelhante nas intercalares de 2014, de acordo com um estudo realizado pelo Centro de Análise de Dados da estação televisiva norte-americana NBC.

Isto representa um aumento significativo, quando faltam poucos dias para as eleições de 6 de novembro, nas quais se decide a totalidade dos lugares da Câmara dos Representantes e um terço dos do Senado.

Segundo o portal Targetearly.com, que está a realizar uma contagem pormenorizada por Estado, aquele em que mais votos antecipados se registaram é o Texas, onde 3,54 milhões de pessoas optaram por depositar o boletim de voto antes da abertura das urnas, na próxima semana.

Este dado contrasta com os números registados no mesmo Estado há quatro anos, quando, a cinco dias do escrutínio, tinham votado 1,37 milhões de pessoas e, no final, optou por essa modalidade um total de 2,33 milhões de cidadãos.

Porém, onde este contraste é maior é no Estado de Massachusetts, onde há quatro anos, por esta altura, apenas haviam votado 158 pessoas e só 16.186 o fizeram, no total, e este ano já votaram 242.617 até ao momento.

Apesar de a abstenção nas eleições legislativas ser habitualmente mais elevada que durante as presidenciais, os dados que se estão a registar este ano apontam para que a percentagem de participação poderá ser semelhante ao das eleições presidenciais de há dois anos (61,4%), nas quais Donald Trump se tornou o novo inquilino da Casa Branca.

Várias organizações latinas dos Estados Unidos alertaram hoje para os obstáculos que a comunidade hispânica enfrenta para exercer o direito de voto, mas mostraram-se otimistas quanto à participação e os números de voto antecipado registados a poucos dias do escrutínio.

Thomas Kennedy, da Coligação Imigrante da Florida, advertiu hoje, numa conferência de imprensa telefónica, de que no seu Estado foram muitos os esforços levados a cabo por alguns setores políticos para suprimir o direito ao voto entre as minorias, como proibir de votar todos os que tenham cometido um delito menor.

No entanto, graças à mobilização de organizações como a sua, o voto latino está a registar uma maior participação nestas eleições do que nas legislativas de 2014, algo que atribuem também à consciencialização da comunidade para responder aos ataques anti-imigrantes do Governo Trump.

De acordo com dados hoje apresentados, há "um crescimento muito grande" do voto antecipado, de mais 214% entre a população latina e mais 500% entre os jovens.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório