Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Atirador de escola da Crimeia era filho de enfermeira que ajudava vítimas

Jovem disparou contra os colegas, fazendo 21 mortos e mais de 60 feridos.

Atirador de escola da Crimeia era filho de enfermeira que ajudava vítimas
Notícias ao Minuto

11:25 - 18/10/18 por Andrea Pinto 

Mundo Tiroteio

Segundo o Mirror, uma das enfermeiras que estava a ajudar as vítimas do tiroteio numa escola em Kerch, na Crimeia, ficou em choque ao descobrir que o autor do ataque era o seu filho.

Galina Roslyakova terá sido uma das profissionais encarregues de auxiliar as vítimas que chegavam ao hospital após o ataque. Isto até à polícia chegar ao local e chamar a mulher à parte para lhe revelar que o autor do crime era o seu filho, Vladislav Roslyakov, de 21 anos.

Galina ter-se-á tentado suicidar após saber que o filho tinha disparado contra os colegas, fazendo 21 mortos e mais de 60 feridos.

A enfermeira e o pai do estudante estão divorciados. O homem, de 52 anos, foi também interpelado pela polícia para ser sujeito a interrogatório.

Após o ataque, o jovem suicidou-se e surgem agora suspeitas de que poderá não ter agido sozinho

O líder regional da Crimeia, Sergei Aksyonov, nomeado pelo Kremlin, disse hoje, citado pelas agências de notícias russas, que é possível que o atacante, um estudante da escola de 18 anos, tenha tido um cúmplice.

Aksyonov disse que o atirador entrou sozinho na escola, mas acrescentou que as autoridades acreditam que terá tido ajuda para preparar o ataque.

O tiroteio desta quarta-feira é já considerado o pior ataque de um estudante na Rússia, o que está a levantar questões sobre a segurança nas escolas do país.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório