Meteorologia

  • 25 JUNHO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 23º

Homem ligado a príncipe saudita visto a entrar no consulado de Istambul

Um homem que integrou a comitiva do príncipe saudita, Mohamed bin Salman, numa deslocação aos Estados Unidos é um dos homens que entrou no consulado saudita em Istambul pouco antes do desaparecimento de Jamal Khashoggi.

Homem ligado a príncipe saudita visto a entrar no consulado de Istambul

De acordo com a reportagem do jornal pró-governamental turco Sabah, o mesmo homem também foi visto a entrar na residência do cônsul, no dia 02 de outubro.

A notícia que refere igualmente que o suspeito abandona, no mesmo dia, o hotel onde se encontrava hospedado é publicada poucas horas depois de os investigadores turcos terem terminado as buscas na residência do cônsul-geral da Arábia Saudita em Istambul.

Fontes não identificadas ligadas às autoridades turcas indicam que o escritor e jornalista saudita Jamal Khashoggi pode ter sido assassinado no interior do consulado sendo que o cadáver terá sido esquartejado pelo suposto esquadrão da morte da Arábia Saudita.

As imagens que estão a ser divulgadas pelo jornal Sabah mostram o suposto atacante a passar as barras de segurança da polícia antes de entrar no edifício do consulado às 09h55 do dia 02 de outubro acompanhado de vários homens.

Khashoggi entra no consulado algumas horas mais tarde (13h14) para obter um documento para casar com uma cidadã turca que o esperava no exterior do edifício.

Imagens que foram transmitidas pela edição on-line do jornal norte-americano Houston Chronicle mostram que o mesmo homem referido pelo jornal turco fazia parte da comitiva do príncipe Mohammed durante uma visita a Houston, Texas, no passado mês de abril.

Na viagem aos Estados Unidos, que teve como principal propósito auxiliar os esforços de reconstrução de zonas do Texas afetadas após a passagem do Furacão Harvey, o homem levava na lapela um distintivo com as bandeiras dos Estados Unidos e da Arábia Saudita entrelaçadas, o mesmo crachat que os guarda-costas do herdeiro saudita usavam na mesma altura.

Durante a viagem de três semanas aos Estados Unidos, o príncipe Mohammed encontrou-se também com vários empresários e figuras públicas norte-americanas, incluindo o milionário Jeff Bezzos, proprietário da Amazon e do jornal Washington Post.

O jornalista saudita que desapareceu no princípio do mês, uma das vozes mais críticas do regime saudita, era colunista do Washington Post e vivia nos Estados Unidos desde o ano passado.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório