Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 13º

Edição

Após fim de de prazo para negociações, Boko Haram executa enfermeira

Em dois meses, é a segunda enfermeira a ser morta. Ambas haviam sido raptadas em março deste ano.

Após fim de de prazo para negociações, Boko Haram executa enfermeira
Notícias ao Minuto

11:56 - 16/10/18 por Andrea Pinto 

Mundo Nigéria

Sete meses após o rapto, Boko Haram executa enfermeira por ter chegado ao fim a data limite para negociações. Esta é a segunda enfermeira a ser morta pela organização fundamentalista.

O anúncio foi feito pelo ministro da Informação e Cultura da Nigéria, Alhaji Lai Mohammed, que descreveu a morte como "vil e desumana", defendendo que "nada justifica o derrame do sangue de pessoas inocentes".

A vítima é Hauwa Mohammed Liman. A mulher foi raptada juntamente com duas outras voluntárias da Cruz Vermelha, em março, durante um ataque a um campo militar, na cidade Rann, onde estariam a colaborar num hospital.

Outra das enfermeiras, Saifura Hussaini Khorsa, de 25 anos, foi executada no mês passado.

Segundo refere a CNN, o ministro terá garantido que o governo do país se manteve em contacto com o grupo através de todas as formas de comunicação e que atuou sempre pelo "interesse" das reféns Garante, ainda, que tudo fará para tentar libertar as restantes vítimas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório