Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Barnier diz que ainda há questões a ser resolvidas para chegar a acordo

O principal negociador da União Europeia para o 'Brexit', Michel Barnier, afirmou hoje, depois duma reunião com o ministro britânico responsável por este dossier, que ainda há questões a ser resolvidas para chegar a um acordo.

Barnier diz que ainda há questões a ser resolvidas para chegar a acordo
Notícias ao Minuto

21:45 - 14/10/18 por Lusa

Mundo Brexit

"Reunimo-nos hoje com Dominic Raab e a equipa de negociação britânica. Apesar de intensos esforços, alguns assuntos chave estão em aberto", afirmou Barnier numa mensagem na rede social Twitter.

Em particular, referiu-se à salvaguarda para evitar uma fronteira física entre a República da Irlanda e a província britânica da Irlanda do Norte.

Barnier adiantou que irá informar tanto o Parlamento Europeu como os 27 países que permanecerão na UE depois do 'Brexit" sobre o ponto de situação das negociações.

O ministro britânico para o 'Brexit', Dominic Raab, tinha viajado hoje para Bruxelas para se reunir com Michel Barnier, na perspetiva da cimeira europeia desta semana.

Para terça-feira está previsto um Conselho de Assuntos Gerais no Luxemburgo para abordar a questão do 'Brexit'.

Entretanto, os diplomatas dos 27 países em Bruxelas foram convocados hoje para uma reunião onde será feito o balanço do estado das negociações, confirmaram à Efe fontes comunitárias.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, enfrentou nos últimos dias fortes críticas dentro do seu Governo devido à proposta de manter o Reino Unido na união aduaneira até que seja possível desbloquear a questão da fronteira irlandesa.

O antecessor de Raab na chefia das negociações com a UE, David Davis, escreveu hoje no Sunday Times que a ideia é "completamente inaceitável" e pediu aos ministros que exerçam a sua "autoridade coletiva" contra o plano de May.

Davis e o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros Boris Johnson demitiram-se este verão em protesto pelos planos de May para o 'Brexit', argumentando que eles são uma traição aos eleitores que aprovaram a saída da UE no referendo de junho de 2016 e que deixam o Reino Unido numa posição de fraqueza.

Theresa May também enfrenta a oposição do Partido Democrático Unionista (DUP) da Irlanda do Norte, de cujo apoio depende para governar.

A líder do DUP, Arlene Foster, recusa qualquer solução que implique o controlo dos produtos que transitem entre a província e o resto do Reino Unido, como sugeriram alguns líderes europeus para evitar uma fronteira física entre Irlandas.

A primeira-ministra britânica reúne o seu executivo na terça-feira, véspera do início da cimeira europeia de 17 e 18 de outubro, considerada decisiva para o processo de saída do Reino Unido da UE.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório