Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2018
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 18º

Edição

Marinha de guerra australiana destacada para a Península da Coreia

A Austrália destacou para o Mar da China Oriental uma fragata da Marinha de Guerra com mísseis teleguiados no quadro dos esforços dos países que pretendem aplicar sanções contra a Coreia do Norte.

Marinha de guerra australiana destacada para a Península da Coreia
Notícias ao Minuto

09:20 - 12/10/18 por Lusa

Mundo Sanções

O marechal Mel Hupfeld, responsável pelas Operações Conjuntas das Forças de Defesa Australianas, disse hoje que o navio, com 230 militares a bordo, vai contar com o apoio de um avião de vigilância militar AP-3C Orion que se encontra no Japão.

“Apesar das tensões na Península da Coreia estarem mais aliviadas, Pyongyang mantém o programa de armas nucleares e o programa de mísseis balísticos desafiando as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas”, afirmou o oficial australianos aos jornalistas, em Camberra.

“O destacamento dos meios aéreos de patrulha e a presença do navio na região reforçam as posições da Austrália no sentido das pressões económicas e diplomáticas à Coreia do Norte e aumentam a capacidade dos esforços multinacionais”, acrescentou Hupfeld.

A Austrália pretende cooperar com o Japão, Estados Unidos, Canadá e a Coreia do Sul no sentido da implementação das sanções, disse ainda o militar australiano.

Do ponto de vista operacional, o marechal Mel Hupfeld referiu-se à deteção de transações de bens no Mar da China Oriental afirmando que se trata de “procurar uma agulha no palheiro” mas não adiantou informações sobre a forma como a fragata vai intercetar “cargueiros suspeitos”.

“Não vou referir-me a esses aspetos de caráter operacional”, disse Hupfeld.

“O aparelho que vai estar a sobrevoar a zona, sobre o navio, vai evitar que alguma coisa aconteça”, frisou.

A fragata HMSA Melbourne, da base naval de Sidney, encontra-se neste momento ao largo da Coreia do Sul.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump tem encorajado os aliados dos norte-americanos a manter sanções contra a Coreia do Norte até que Pyongyang inicie a “desnuclearização” e tem pedido “máxima pressão contra o líder Kim Jong un”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório