Meteorologia

  • 17 DEZEMBRO 2018
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 12º

Edição

Três homens cravam suástica a canivete em jovem com camisola #EleNão

Crime aconteceu em Porto Alegre no dia a seguir à primeira volta de eleições. Vítima é uma jovem de 19 anos de idade.

Três homens cravam suástica a canivete em jovem com camisola #EleNão
Notícias ao Minuto

20:12 - 10/10/18 por Pedro Filipe Pina 

Mundo Brasil

Multiplicam-se os casos de violência no Brasil no meio do clima de tensão que se vive no país.

Depois de um mestre de capoeira assassinado com 12 facadas por ter dito que tinha votado no Partido dos Trabalhadores (PT - de Fernando Haddad) e de a irmã da ativista Marielle Franco ter sido insultada na rua por apoiantes de Jair Bolsonaro, surge o caso de uma jovem de 19 anos atacada por três homens, que lhe cravaram a canivete uma suástica na pele, na zona das costelas.

Este caso de que o G1 dá conta foi confirmado pela Polícia Civil de Porto Alegre, onde o crime ocorreu na passada segunda-feira, pelas 20h, apenas um dia após as eleições gerais no Brasil.

A vítima é uma jovem de 19 anos que tinha vestida roupa com a hashtag #EleNão, uma hashtag que nasceu de um movimento que começou nas redes sociais contra o candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro e que ganhou projeção nas ruas.

A jovem estava a sair de um autocarro a caminho de casa quando foi atacada por três homens, que a esmurraram. De seguida, dois ter-lhe-ão segurado os braços enquanto o terceiro, usando um canivete, lhe cravou na pele o símbolo de conotações nazis. 

A polícia está à procura das câmaras de vigilância para tentar descobrir a identidade dos agressores.

O caso está a ganhar atenção nas redes sociais esta quarta-feira na sequência da publicação e uma jornalista que falou com a jovem agredida. 

O mesmo G1 dá destaque às declarações do delegado responsável pela investigação, que explica que o desenho marcado na pele da jovem seria uma suástica feita ao contrário. "Se fosse alguém ligado a um grupo neonazista, faria o desenho correto", defendeu delegado Paulo Cesar Jardim sobre o caso que está em investigação.

Jair Bolsonaro e Fernando Haddad disputam a 28 de outubro a segunda volta das presidenciais brasileiras.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório