Meteorologia

  • 22 JANEIRO 2020
Tempo
MIN 7º MÁX 13º

Edição

Casal mexicano confessa pelo menos 20 homicídios de mulheres

Homem tinha sido detido junto com a companheira quando transportavam restos humanos num carrinho de bebé.

Casal mexicano confessa pelo menos 20 homicídios de mulheres

As autoridades mexicanas detiveram no final da semana passada um casal que transportava restos mortais num carrinho de bebé.

Na altura, o homem confessou ter matado pelo menos uma dezena de mulheres. Esta terça-feira, as informações mais recentes avançadas pelo procurador do Estado do México,  Alejandro Gómez, apontam para um número superior de vítimas: pelo menos 20 mulheres terão morrido às mãos deste casal.

"Nunca havíamos enfrentado um caso desta natureza", admitiu o procurador, citado pelo G1

O casal foi detido na Cidade do México quando se preparava o para se desfazer de restos mortais de uma recente vítima.

Ao juiz que levou a cabo o primeiro interrogatório, o homem admitiu desde logo dez homicídios, incluindo vários detalhes sobre a identidade das vítimas, bem como sobre a forma como os crimes foram levados a cabo. Entretanto, e já após as primeiras diligências, provou-se que o número de vítimas era superior.

Algumas das vítimas foram também abusadas sexualmente pelo homem. O casal, depois de assassinar as vítimas, chegou a vender partes de corpos bem como os pertences das mulheres que matava. Num dos casos, o casal chegou a vender um bebé de dois meses "após assassinar a mãe". Esta criança já foi, entretanto, recuperada pelas autoridades.

As vítimas, explica-se ainda, eram geralmente mães solteiras pobres à procura de roupa barata para as crianças. A companheira do homicida facilitava os contactos e ajudava depois o homem a desfazer-se dos corpos.

A imprensa mexicana realça que os primeiros exames psiquiátricos levados a cabo pelas autoridades apontam para um "transtorno mental psicótico e de personalidade", ao passo que a mulher teria limitações intelectuais desde nascença bem como "um delírio induzido adquirido". Ainda assim, os mesmos exames realçam que ambos "sabem distinguir entre o bem e o mal".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório