Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

Casal mexicano confessa pelo menos 20 homicídios de mulheres

Homem tinha sido detido junto com a companheira quando transportavam restos humanos num carrinho de bebé.

Casal mexicano confessa pelo menos 20 homicídios de mulheres
Notícias ao Minuto

09:50 - 09/10/18 por Notícias Ao Minuto 

Mundo Cidade do México

As autoridades mexicanas detiveram no final da semana passada um casal que transportava restos mortais num carrinho de bebé.

Na altura, o homem confessou ter matado pelo menos uma dezena de mulheres. Esta terça-feira, as informações mais recentes avançadas pelo procurador do Estado do México,  Alejandro Gómez, apontam para um número superior de vítimas: pelo menos 20 mulheres terão morrido às mãos deste casal.

"Nunca havíamos enfrentado um caso desta natureza", admitiu o procurador, citado pelo G1

O casal foi detido na Cidade do México quando se preparava o para se desfazer de restos mortais de uma recente vítima.

Ao juiz que levou a cabo o primeiro interrogatório, o homem admitiu desde logo dez homicídios, incluindo vários detalhes sobre a identidade das vítimas, bem como sobre a forma como os crimes foram levados a cabo. Entretanto, e já após as primeiras diligências, provou-se que o número de vítimas era superior.

Algumas das vítimas foram também abusadas sexualmente pelo homem. O casal, depois de assassinar as vítimas, chegou a vender partes de corpos bem como os pertences das mulheres que matava. Num dos casos, o casal chegou a vender um bebé de dois meses "após assassinar a mãe". Esta criança já foi, entretanto, recuperada pelas autoridades.

As vítimas, explica-se ainda, eram geralmente mães solteiras pobres à procura de roupa barata para as crianças. A companheira do homicida facilitava os contactos e ajudava depois o homem a desfazer-se dos corpos.

A imprensa mexicana realça que os primeiros exames psiquiátricos levados a cabo pelas autoridades apontam para um "transtorno mental psicótico e de personalidade", ao passo que a mulher teria limitações intelectuais desde nascença bem como "um delírio induzido adquirido". Ainda assim, os mesmos exames realçam que ambos "sabem distinguir entre o bem e o mal".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório