Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2018
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Berlim assinala dia da Unificação da Alemanha com vários protestos

Manifestações promovidas pela extrema-direita e contraprotestos organizados por movimentos civis, previstos para o centro de Berlim, assinalam hoje o aniversário da Unificação da Alemanha.

Berlim assinala dia da Unificação da Alemanha com vários protestos
Notícias ao Minuto

05:24 - 03/10/18 por Lusa

Mundo Manifestações

O grupo 'Wir für Deutschland' (Nós pela Alemanha), movimento de extrema-direita, tem previsto reunir cerca de mil manifestantes, de acordo com informações divulgadas pela Polícia de Berlim.

A iniciativa, com o mote 'Tag der Nation 2018' (Dia da Nação), tem como ponto de partida a Estação Central de Comboios e deverá percorrer algumas das ruas principais de Berlim.

Há ainda outra manifestação convocada pela extrema-direita para outro ponto da cidade.

Vários movimentos civis estão a preparar contraprotestos, mas a polícia não revelou por agora quantos elementos vai mobilizar para as ruas.

A 'Berlim gegen Nazis' (Berlim contra os Nazis), plataforma que mobiliza e reúne toda a informação relativa a iniciativas que combatem a extrema-direita, admite que são esperadas "largas centenas de pessoas" nos contraprotestos de hoje.

Ulf Balmer, coordenador da plataforma, admite que "os encontros da extrema-direita constituem uma ameaça real para muitos berlinenses, especialmente para os que residem ao longo da rota da manifestação e não parecem suficientemente alemães para os nazis".

"Para eles, a presença de extremistas de direita no espaço público inevitavelmente causará medo", refere Balmer.

"O nosso objetivo é inspirar formas criativas de protesto, como desafios de ruído ou coreografias e cartazes, e fornecer informações e apoio prático com comentários visíveis nas fachadas dos edifícios e nas vitrinas das lojas", esclarece o coordenador da plataforma "Berlim contra os Nazis".

Ulf Balmer acredita que para os movimentos de extrema-direita, "as manifestações surgem como uma oportunidade de se auto-organizarem como iniciativas fortes, com bandeiras e cartazes que sustentam uma espécie de comunidade e autoconfiança".

Por isso, defende Balmer, "ignorar não é uma estratégia, é preciso combater a extrema-direita".

O início das manifestações está previsto para hoje, às 14h00 (13h00 em Lisboa).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório