Meteorologia

  • 25 NOVEMBRO 2020
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Nações Unidas querem reunião em dezembro sobre Sahara Ocidental

O emissário da ONU para o Sahara Ocidental, o alemão Horst Kohler, convidou Marrocos, Argélia, Frente Polisário e Mauritânia para uma reunião de discussão em 04 e 05 dezembro em Genebra, na Suíça, disseram hoje fontes diplomáticas.

Nações Unidas querem reunião em dezembro sobre Sahara Ocidental
Notícias ao Minuto

23:33 - 29/09/18 por Lusa

Mundo Genebra

As cartas foram enviadas às quatro partes, que devem responder ao convite antes de 20 de outubro, precisaram as mesmas fontes.

Para Marrocos, Argélia e Mauritânia, as cartas foram enviadas aos ministros dos Negócios Estrangeiros destes países. Mas, o nível de representação que terá cada um destes estados na Suíça, no final do ano, ainda não é conhecido.

Junto da ONU não foi possível obter um comentário a esta reunião, segundo a AFP.

No entanto, segundo as mesmas fontes diplomáticas, o encontro não é tanto "uma reunião de negociações", é mais uma "mesa redonda", de debate.

A última ronda de negociações entre Marrocos e a Frente Polisário remonta a 2008 e, depois dela, a situação naquela zona permaneceu bloqueada. Este ano a Argélia fez saber que se recusava a negociações diretas com Marrocos.

Horst Koehler tinha prometido, no início do ano, ao Conselho de Segurança uma nova ronda de negociações para 2018, mas sem dar publicamente datas.

A Frente Polisário independentista reclama um referendo de autodeterminação para o Sahara Ocidental, uma faixa de deserto de 266.000 km2, só território de África, de acordo com o estatuto pós-colonial não regulamentado. Marrocos rejeita qualquer outra solução que não seja a autonomia da região sob a sua soberania.

Marrocos tomou a partir de 1975 o controlo da maior parte do Sahara Ocidental que até ali estava nas mãos da potência colonizadora espanhola. A Polisário, que lutava contra o domínio espanhol, proclamou em 1976 uma República árabe subsariana democrática e lutou com as tropas marroquinas até ao cessar-fogo acordado em 1991 entre as duas partes sob a égide da ONU.

A missão dos capacetes azuis da ONU no Sahara Ocidental (Minurso), que continuava a garantir o cessar fogo, não foi renovada em abril pelo Conselho de Segurança e, seis meses depois, sob as pressões dos Estados Unidos, avança-se para a resolução do conflito.

O Conselho de Segurança aprovou um prolongamento da missão até ao final do mês de outubro.

A Minurso conta com 400 pessoas e um orçamento anual de 50 milhões de dólares.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório