Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2018
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 13º

Edição

Novas sanções dos EUA contra a Rússia ameaçam "a estabilidade mundial"

Moscovo alertou hoje os Estados Unidos que as novas sanções aplicadas a pessoas e empresas russas ameaçam "a estabilidade mundial" e acusou Washington de "brincar com fogo".

Novas sanções dos EUA contra a Rússia ameaçam "a estabilidade mundial"
Notícias ao Minuto

10:49 - 21/09/18 por Lusa

Mundo Moscovo

"Seria bom lembrarem-se de um conceito como o da estabilidade global, que minam de maneira irrefletida", declarou num comunicado o vice-ministro Sergei Riabkov, acrescentando que "brincar com fogo é estúpido porque se pode tornar perigoso".

Na quinta-feira, Washington anunciou ter sancionado pela primeira vez uma entidade estrangeira por comprar armas russas, nomeadamente uma unidade do exército chinês que adquiriu caças e mísseis terra-ar.

Os Estados Unidos também colocaram mais 33 pessoas e entidades russas do setor militar e do serviço de informação do Governo de Moscovo na sua lista negra com as quais qualquer transação é proibida em matéria de armamento sob pena de sanções.

Para Sergei Riabkov, existe nos Estados Unidos "um prazer nacional em tomar medidas antirrussas", calculando que esta é a sexagésima ronda de sanções contra a Rússia desde 2011.

"Cada nova ronda de sanções demonstra a total falta de resultados desejados pelos nossos inimigos (...). As listas negras norte-americanas duplicam-se cada vez mais. É engraçado, mas é assim", acrescentou o diplomata na declaração emitida pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

Assegurando que "ninguém jamais terá sucesso" em "ditar as condições" à Rússia, o vice-ministro convidou "os operadores da máquina de sanções de Washington a familiarizarem-se pelo menos de maneira superficial com a história russa, a fim de evitarem agitar-se em vão".

Entre os novos integrantes à "lista negra" norte-americana estão Igor Korobov, o chefe do serviço de informação militar russo (GRU).

A organização paramilitar Wagner e o seu financiador Evgeny Prigojine, um empresário próximo ao Presidente Vladimir Putin, foram igualmente sancionados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório