Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2018
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 19º

Edição

"Agora o meu edifício é o mais alto". A frase de Trump no 11 de Setembro

No meio da tragédia, o então empresário deu uma entrevista para falar sobre o ataque. As suas declarações foram mais sérias do que habitual, mas ainda assim Trump não resistiu a querer dar nas vistas.

"Agora o meu edifício é o mais alto". A frase de Trump no 11 de Setembro
Notícias ao Minuto

16:17 - 11/09/18 por Fábio Nunes 

Mundo EUA

No 11 de Setembro de 2001, a estação televisiva WWOR de New Jersey continuava com uma já longa emissão dos atentado nas Torres Gémeas do World Trade Center. Tiveram dificuldades técnicas e as imagens dos aviões a chocarem contra as torres repetiam-se. Will Wright, diretor do canal, decidiu que estava na altura de falar com uma celebridade que estivesse em Nova Iorque.

Ligou para Alan Marcus, que nos anos 90 trabalhou como porta-voz e consultor de Donald Trump, e pediu-lhe se conseguia que o empresário concedesse uma entrevista à WWOR. Trump aceitou. “Ele estava nervoso com a entrevista”, recorda ao Washington Post, Alan Marcus.

A entrevista foi feita por telefone. Trump estava no seu apartamento na Trump Tower em Manhattan.

“Eu tenho uma janela da qual vejo o World Trade Center e vi esta enorme explosão”, disse a Brenda Blackmon, uma das pivôs da emissão da WWOR. “Eu não conseguia acreditar nisto. Agora estou a olhar para rigorosamente nada. Desapareceu. É difícil de acreditar”.

Durante a entrevista, Alan Marcus também fez algumas perguntas a Trump. E foi uma dessas questões que levou Trump a deixar de lado, por momentos, o tom sério com que falava. Marcus perguntou-lhe se um dos seus edifício, o 40 Wall Street, tinha sofrido danos. Antes de responder diretamente, o empresário quis realçar algo.

“O 40 Wall Street era o segundo edifício mais alto na baixa de Manhattan, era o mais alto mas depois eles construíram o World Trade Center e passou a ser o segundo mais alto. Agora é o mais alto”, sublinhou Trump.

Ainda hoje, Blackmon lembra-se dessa resposta do agora presidente. “Quando deu essa resposta, nós ficámos chocados. A reação que tive no meio de tudo o que estava a acontecer foi ‘Wow, isso é insensível’. Simplesmente foi”.

Alan Marcus que conhecia bem Trump e o seu estilo afirma ao Washington Post que a entrevista até correu bem. Mas aquela frase também lhe ficou na memória. “Não gostei daquela frase sobre ter o maior edifício na baixa. Mas essa é a sua forma de falar. Tendo em conta os padrões do Donald, ele até esteve muito bem. Estava a tentar comportar-se”.

No decurso daquele dia trágico, a entrevista perdeu-se no meio dos acontecimentos e do choque que envolveu os norte-americanos e também o resto do mundo. Mas mais tarde essa entrevista foi recordada como um dos primeiros momentos em que Trump partilhou a sua visão sobre a segurança nacional, uma visão que tantos anos depois faz parte da sua presidência.

Na altura Trump disse que se fosse presidente assumiria “uma posição muito, muito dura” e acrescentou: “Isto não pode ser tolerado”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório