Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
16º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

Reconstrução da ponte de Génova vai custar entre 150 a 200 milhões

Governador da região da Ligúria considera que o trabalho de reconstrução deve ficar a cargo de um consórcio que envolve a empresa que detinha a concessão da ponte, algo que está a gerar polémica em Itália.

Reconstrução da ponte de Génova vai custar entre 150 a 200 milhões

Durante uma conferência no norte de Itália neste domingo, o governador da região da Líguria, da qual faz parte Génova, afirmou que a reconstrução da ponte Morandi vai custar entre 150 a 200 milhões de euros.

“10 a 12 milhões vão ser necessários para a demolição da antiga ponte e devem ser canalizados mais fundos para as famílias e para os comerciantes afetados pelo desastre”, disse Giovanni Toti, que foi apontado como o coordenador da assistência ao desastre da ponte Morandi.

No entanto, houve outra confirmação feita por Toti que não está a agradar aos partidos no poder. O governador afirmou que o trabalho de reconstrução vai ser realizado pela empresa estatal Fincantieri num consórcio com a Autostrate per l’Italia, a empresa que tinha a concessão da estrutura e que foi acusada de falhas na supervisão da manutenção da ponte pela coligação no governo, composta pelo Movimento Cinco Estrelas e pela Liga do Norte.

Aliás, o governo italiano pretende mesmo revogar a concessão das autoestradas à empresa. Como tal, o ministro dos Transportes, Danilo Toninelli, considera que a Autostrate per l’Italia deve suportar os custos da reconstrução, mas não deve ficar envolvida de mais nenhuma forma. O ministro criticou a vontade de Toti de criar um consórcio e considerou que o governador está a aproveitar-se da tragédia para ganhar consenso político.

O governador da Ligúria defendeu-se do ataque argumentando que um consórcio é a forma mais rápida de reconstruir a ponte, uma infraestrutura crucial para Génova e para o país. “O porto de Génova contribui para 1,5% do PIB de Itália… temos de focar-nos em devolver a ponte a Génova e aos seus cidadãos”, respondeu Toti, que é membro do Forza Italia!, um partido da oposição.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório