Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2018
Tempo
22º
MIN 20º MÁX 23º

Edição

Identificados suspeitos russos de envenenamento de ex-espião

Autoridades britânicas identificaram Alexander Petrov e Ruslan Boshirov como os responsáveis pelo ataque com um agente química ao ex-espião Skripal e à sua filha Yulia.

Identificados suspeitos russos de envenenamento de ex-espião
Notícias ao Minuto

11:11 - 05/09/18 por Pedro Bastos Reis 

Mundo Caso Skripal

As autoridades britânicas relevaram esta quarta-feira que têm "provas suficientes" para acusar dois cidadãos russos pelo envenenamento do ex-espião russo Serguei Skipal e da sua filha Yulia, assim como do polícia Nick Bailey.

De acordo com as autoridades, os suspeitos são Alexander Petrov e Ruslan Boshirov. 

No parlamento britânico, Theresa May deu explicações sobre a investigação, respondeu às questões dos deputados e foi perentória ao apontar o dedo a Moscovo: "de certeza que [o envenenamento] foi aprovado a um nível superior do estado russo".

A primeira-ministra britânica revelou que os dois suspeitos são membros dos serviços de inteligência russos e, apesar de reconhecer que pedir a extradição é "fútil", garantiu que as autoridades britânicas tudo farão para levar os dois suspeitos à justiça. 

Nesse sentido, adiantou May, o Reino Unido vai trabalhar com os seus aliados contra esta agência de informação russa e apelou à intensificação dos "esforços coletivos, especificamente contra a GRU".

Em comunicado, o comissário da Scotland Yard disse que a investigação foi "intensa e complexa" e congratulou-se com a identificação dos dois suspeitos.

"Hoje assinala-se o momento mais significativo até agora naquilo que foi uma das mais complexas e intensivas investigações que já levámos a cabo no contraterrorismo", disse Neil Basu. 

Notícias ao MinutoImagens de Alexander Petrov e Ruslan Boshirov no dia do envenenamento© Reuters

A polícia metropolitana revelou que os dois suspeitos chegaram ao aeroporto de Gatwitck, provenientes de Moscovo, no passado dia 2 de março e ficaram num hotel em Londres, antes de viajarem, dois dias depois, para Salisbury, onde a porta de Serguei Skripal acabaria por ser envenenado.

Petrov e Boshirov estão acusados de conspiração para assassinar Serguei Skripal, de tentativa de homicídio, uso e posse de novichock - contrariando a legislação internacional sobre armas químicas -, e de causar sérios danos corporais às vítimas. 

Entretanto, a Rússia já reagiu, optando por desvalorizar este avanço no caso. "Não significam nada para nós", afirmou o ministério dos negócios estrangeiros russos. A porta-voz, Maria Zakharova, pediu ao Reino Unido para colaborar com Moscovo em vez de "manipular informação". 

Notícias ao Minuto© Reprodução

Serguei Skripal, 60 anos, e Yulia Skripal, 33, foram envenenados com o agente nervoso novichok em março deste ano. 

O caso gerou uma enorme tensão diplomática entre Londres e Moscovo, tensão essa que se estendeu a vários aliados do Reino Unido, que condenaram a Rússia por, alegadamente, estar envolvida no envenenamento. 

Moscovo, contudo, sempre negou qualquer relação com o caso. As justificações russas, todavia, não convenceram o Reino Unido, que decidiu expulsar vários diplomatas russos do país. A Rússia respondeu na mesma moeda e também expulsou vários diplomatas britânicos do seu território. 

[Notícia atualizada às 13h35]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório