Meteorologia

  • 16 AGOSTO 2018
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 18º

Edição

Afeganistão: Mais de 100 talibãs e 14 polícias morrem em combate

Combatentes talibãs tentaram hoje invadir Ghazni, no sudeste do Afeganistão, causando a morte a pelo menos 14 polícias afegãos e mais de cem baixas entre os rebeldes extremistas, informaram as autoridades locais.

Afeganistão: Mais de 100 talibãs e 14 polícias morrem em combate
Notícias ao Minuto

08:28 - 10/08/18 por Lusa

Mundo Ghazni

Vários cadáveres de combatentes talibãs permanecem nas ruas depois de o assalto ter sido repelido pelas forças de segurança afegãs, disse o chefe da polícia de Ghazni, que fala em mais de uma centena de baixas entre os talibãs, sem precisar o número de mortos e feridos.

O ataque a Ghazni, capital da província com o mesmo nome, também causou ferimentos em pelo menos 20 membros das forças de segurança, disse o administrador do hospital da cidade, Baz Mohammad Hemat.

Outro ataque dos talibãs, na quinta-feira à noite na província de Herat, resultou na morte de seis polícias, segundo o porta-voz do governador, Gelani Farhad.

Em Ghazni, o ataque foi marcado por intensos tiroteios e incêndios em várias lojas nas áreas residenciais da cidade, disse o chefe de polícia da província, Farid Ahmad Mashal, à agência de notícias Associated Press.

O porta-voz do Ministério da Defesa afegão, Mohammad Radmanish, disse que o exército ajudou a polícia e que a cidade foi colocada sob controlo das forças do governo.

O porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, afirmou que algumas zonas de Ghazni foram tomadas pelos fundamentalistas islâmicos e que dezenas de pessoas foram mortas.

A estrada de Cabul para as províncias do sul do Afeganistão foi fechada porque atravessa Ghazni.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.