Meteorologia

  • 14 AGOSTO 2018
Tempo
23º
MIN 21º MÁX 25º

Edição

Adeus de Rajoy. Candidatos do PP 'degladeiam-se' pela presidência

Este sábado será eleito o sucessor de Rajoy no XIX Congresso Nacional Extraordinário do Partido Popular.

Adeus de Rajoy. Candidatos do PP 'degladeiam-se' pela presidência
Notícias ao Minuto

09:11 - 21/07/18 por Filipa Matias Pereira 

Mundo Espanha

Este sábado, na vizinha Espanha, é dia de ir a votos para eleger o sucessor de Mariano Rajoy. Soraya Sáenz de Santamaría e Pablo Casado irão ‘degladiar-se’ neste que é o XIX Congresso Nacional Extraordinário do Partido Popular.

O atual presidente do Partido Popular, Mariano Rajoy, declarou esta semana que o novo timoneiro do partido terá de responder com “responsabilidade" aos 3.082 militantes que hoje marcarão presença no Congresso.

Rajoy, visivelmente emocionado, afirmou inclusive que foi um “privilégio” presidir o PP durante anos, “os melhores da sua vida”.

A mais votada nas primárias, Soraya Sáenz de Santamaría, com 47 anos e até 1 de junho vice-primeira-ministra do Governo de Mariano Rajoy, insistiu ao longo de toda a campanha na necessidade de "integrar" o outro candidato numa lista única ao congresso que seria liderada por ela.

Por seu lado, Pablo Casado, com 37 anos e vice-secretário do PP, recusa essa "integração" e avança que a "unidade" do partido deve ser mantida, mas apenas depois da escolha que os delegados vão fazer este sábado. Aliás, o candidato a presidente do PP deu por segura a sua vitória no Congresso, já que acredita que os seus apoiantes foram crescendo ao longo da campanha.

Rajoy, recorde-se, foi primeiro-ministro de Espanha desde 2011 até ser afastado em 1 de junho por uma moção de censura apresentada pelo Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) com o apoio do Unidos Podemos (extrema-esquerda) e de outros partidos mais pequenos, como os nacionalistas bascos e os independentistas catalães.

O futuro líder do PP que saíra hoje do Congresso terá pela frente o desafio de renovar e modernizar o partido que nos últimos anos perdeu parte importante do seu eleitorado. Em causa estão casos de corrupção em que estão envolvidos alguns dirigentes.

Saliente-se ainda que o vencedor de hoje deverá ser o candidato a primeiro-ministro nas eleições gerais que deverão realizar-se em 2020.

Os resultados deverão ser conhecidos às 13h00 locais (12h00 em Portugal).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.