Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2018
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 23º

Edição

Presidente do México pede aos EUA reunião das famílias separadas

O ainda Presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, pediu na sexta-feira à delegação norte-americana, liderada pelo secretário de Estado, Mike Pompeo, que reúna rapidamente as famílias migrantes separadas na fronteira.

Presidente do México pede aos EUA reunião das famílias separadas
Notícias ao Minuto

06:10 - 14/07/18 por Lusa

Mundo Peña Nieto

Peña Nieto informou em comunicado que pediu "uma alternativa permanente que priorize o bem-estar e os direitos dos menores".

Pompeo, chefe da diplomacia norte-americana, visitou o México com autoridades de nível ministerial para se encontrar com Pena Nieto e o presidente recém-eleito Andrés Manuel Lopez Obrador.

Esperava-se que as discussões abordassem formas de combater o problema das organizações criminosas transnacionais, a epidemia de opiáceos nos EUA e as tensões comerciais, mas a migração ilegal na fronteira norte do México para os Estados Unidos acabou por ser o tema dominante das reuniões.

"Os Estados Unidos estão comprometidos em fazer progressos mensuráveis para garantir a segurança em ambos os lados da fronteira", disse Pompeo aos jornalistas.

Os laços entre os EUA e o México deterioraram-se significativamente sob a presidência de Donald Trump que defendeu a construção de um muro na fronteira e culpou repetidas vezes o México por problemas económicos e sociais nos Estados Unidos.

O genro de Trump e o assessor da Casa Branca, Jared Kushner, acompanharam Pompeo, assim como o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, e a secretária de Segurança Interna, Kirstjen Nielsen.

O primeiro encontro da delegação norte-americana realizou-se com Pena Nieto e depois com o presidente recém-eleito.

Muitos dos manifestantes, à chegada da delegação, condenaram a política de imigração "tolerância zero" do governo Trump, que separou famílias que tentavam reivindicar asilo nos Estados Unidos.

"Onde estão nossos filhos?" lia-se num cartaz. Noutros estavam escritas mensagens como "Stop Trump" e "ICE é um terrorista" - uma referência à agência de Imigração e Alfândega dos EUA.

Pompeo reconheceu tensões nas relações EUA-México quando cumprimentou Lopez Obrador, mas prometeu que a Administração norte-americana liderada por Donald Trump valoriza os laços bilaterais.

"Sabemos que houve colisões na estrada entre nossos dois países, mas o presidente Trump está determinado a melhorar e fortalecer a relação entre nossos povos", disse Pompeo.

"Queríamos vir aqui para informar que o presidente Trump se preocupa profundamente com o sucesso do relacionamento entre nossos dois países. A nossa presença aqui, hoje, [sexta-feira] sinaliza isso", sublinhou.

Os dois países têm uma fronteira comum de quase 3.000 quilómetros e tradicionalmente coordenam a segurança e a imigração.

O México é o terceiro maior parceiro comercial dos Estados Unidos em bens de consumo. Os EUA compram cerca de 80% das exportações do México, desde automóveis, passando pelas frutas e legumes, até à cerveja.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório