Meteorologia

  • 18 JULHO 2018
Tempo
24º
MIN 22º MÁX 25º

Edição

Trump responde a Tusk que os Estados Unidos têm "muitos aliados"

O Presidente dos Estado Unidos, Donald Trump, assegurou hoje ao Presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, que os Estados Unidos têm "muitos aliados", em resposta ao aviso de que Washington deveria apreciar os poucos aliados que tem.

Trump responde a Tusk que os Estados Unidos têm "muitos aliados"
Notícias ao Minuto

15:28 - 10/07/18 por Lusa

Mundo EUA

"Temos muitos aliados. Mas não se podem aproveitar de nós. A União Europeia (EU) está-se a aproveitar de nós. Perdemos 151.000 milhões de dólares no ano passado em comércio e, além disso, cobrimos pelo menos 70% da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO na sigla inglesa)", afirmou Trump, antes de embarcar no avião presidencial Air Force One com destino a Bruxelas.

"Francamente, (a NATO) ajuda-os mais a eles do que a nós. Depois veremos o que acontece. Temos à nossa frente uma grande e bela semana", observou o Presidente.

As declarações de Trump surgem depois de Tusk ter aconselhado hoje Donald Trump a lembrar-se de quem tem sido "o melhor aliado dos Estados Unidos" e a dar-lhe valor, até porque "a América não tem assim tantos".

Trump estará entre quarta e quinta-feira em Bruxelas para uma cimeira de chefes de Estado e de Governo da Aliança Atlântica, na qual Portugal estará representado pelo primeiro-ministro, António Costa.

Viaja depois para o Reino Unido, na sexta-feira, e a 16 de julho chega a Helsínquia, onde se vai encontrar com o Presidente russo Vladimir Putin.

O Presidente norte-americano tem criticado o sistema de financiamento da NATO e a contribuição da Europa, que considera insuficiente, assegurando que tal "não é justo nem aceitável" e que os Estados Unidos "devem pagar menos".

"Os Estados Unidos estão a gastar muito mais do que qualquer outro país", assegurou Trump

Na cimeira da Aliança Atlântica será discutida a exigência, feita por Washington, de que os países europeus consagrem o mais rápido possível pelo menos 2% do Produto Interno Bruto (PIB) a despesas em Defesa, meta acordada na cimeira do País de Gales em 2014, para ser alcançada até 2024.

Atualmente Portugal consagra cerca de 1,36% do PIB a despesas em Defesa, segundo dados hoje divulgados pela Aliança Atlântica.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.