Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2018
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 23º

Edição

Mais de 50 das crianças separadas dos pais no EUA vão ser entregues

Mais de 50 crianças imigrantes menores de cinco anos vão ser entregues aos pais no prazo definido pelos tribunais, que é terça-feira, e as suas famílias serão libertadas nos Estados Unidos, disse hoje uma advogada do governo.

Mais de 50 das crianças separadas dos pais no EUA vão ser entregues
Notícias ao Minuto

06:20 - 10/07/18 por Lusa

Mundo Migrações

Em tribunal, a advogada do Departamento de Justiça, Sarah Fabian, reconheceu que o governo não cumpriria o prazo para todas as crianças, citando várias razões, incluindo que os pais de algumas das crianças já foram deportados.

Sarah Fabian anunciou que 54 crianças vão juntar-se aos seus pais até ao final do dia de terça-feira, em vários locais por todo o país, referindo que existem mais cinco casos que estão na fase final do processo.

Este número é apenas cerca de metade das mais de 100 crianças abrangidas pela decisão do Governo de Donald Trump.

As famílias vão ser libertadas nos Estados Unidos até à resolução dos seus processos de imigração, que podem levar vários anos.

O advogado da União das Liberdades Civis Americanas, Lee Gelernt, disse que "ficou satisfeito e desapontado" com o progresso do governo para cumprir o prazo definido pelo tribunal

"Amanhã esperamos que mais de 50 bebés e crianças se reúnam com seus pais, e essa é obviamente uma enorme vitória", disse, mas acrescentou que aqueles que continuam separados dos pais vão enfrentar "um longo processo".

As crianças foram cada vez mais separadas dos pais depois de o Procurador-Geral, Jeff Sessions, anunciar em maio uma política de tolerância zero para quem entrasse ilegalmente no país. Enquanto os pais foram alvo de ações judiciais, as crianças foram colocadas sob custódia do Departamento de Saúde e Serviços Humanos.

Trump só voltou atrás com a decisão no dia 20 de junho depois de ter sido alvo de protestos a nível internacional.

A 26 de junho, juiz federal Dana Sabraw fixou na terça-feira como o prazo limite para reunir as crianças menores de cinco anos às suas famílias e 26 de julho para as crianças mais velhas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório