Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2018
Tempo
22º
MIN 22º MÁX 22º

Edição

Detida por ter feito 'jogging' através da fronteira entre EUA e Canadá

A mulher acabou por ficar retida duas semanas.

Detida por ter feito 'jogging' através da fronteira entre EUA e Canadá
Notícias ao Minuto

16:28 - 23/06/18 por Sara Gouveia 

Mundo Insólito

Uma cidadã de nacionalidade francesa estava de visita ao Canadá quando foi detida durante duas semanas depois de, quando estava a fazer jogging, ter atravessado sem querer a fronteira entre os Estados Unidos e o Canadá, em maio deste ano.

Cedella Roman, de 19 anos, explicou à Fox News que não se apercebeu do que tinha feito. A mulher estava a correr na praia, em White Rock, na British Columbia, quando parou para tirar uma fotografia antes de regrassar quando foi abordada por dois agentes fronteiriços que lhe disseram que tinha passado para Blaine, Washington, ilegalmente.

"Eu disse-lhe que não tinha feito de propósito e que não percebia o que se estava a passar", disse.

Segundo Cedella não havia quaisquer sinais que pudessem indicar que tinha atravessado para outro país, mas os agentes disseram que a tinham captado nas câmaras de segurança a passar a fronteira ilegalmente.

"Disse para mim própria, que talvez tivesse atravessado a fronteira, mas que provavelmente me iam multar, dizer para regressar para o Canadá ou dar-me um aviso", recordou. Mas ao momento Cedella não tinha consigo qualquer identificação ou visto de viagem.

Depois de a transportarem para as instalações das autoridades, pediram-lhe que removesse todos os seus pertences, incluindo as jóias. "Revistaram-me em todo lado", acrescentou.

Foi permitido a Cedella que contactasse a mãe, que de imediato lhe levou os documentos necessários ao centro de detenção. Mas acabou por ficar detida durante duas semanas até que os agentes de imigração do Canadá e dos Estados Unidos confirmassem que podia regressar. O que aconteceu apenas a 6 de junho.

De acordo com a família da jovem, não ficou claro se poderia alguma vez regressar de novo aos Estados Unidos depois do sucedido.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório