Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Livro sobre relações internacionais critica política europeia da Rússia

O autor do livro 'A queda do Ocidente? Uma Provocação', Kishore Mahbubani, disse à Lusa que atualmente o maior desafio para os europeus é a migração africana, considerando um erro encarar a Rússia como um inimigo.

Livro sobre relações internacionais critica política europeia da Rússia
Notícias ao Minuto

12:33 - 14/06/18 por Lusa

Mundo A queda do Ocidente

"O grande desafio para os europeus não é a Rússia. Os tanques russos não vão invadir a Europa. O grande desafio para a Europa está a chegar do Sul, sobretudo devido à explosão demográfica em África", disse à Lusa Kishore Mahbubani, 70 anos, académico e ex-embaixador de Singapura nas Nações Unidas.

O autor lançou em Lisboa o livro "A Queda do Ocidente? Uma Provocação", em que interpreta e analisa as atuais relações políticas ocidentais e a realidade no Extremo Oriente.

"Um dos principais pontos do meu livro é sobre Putin, que venceu as eleições porque os russos se sentiram humilhados quando os Estados Unidos e o Ocidente quiseram alargar a Aliança Atlântica às antigas repúblicas soviéticas", disse Mahbubani, acrescentando que foi um erro estratégico da Europa encarar Moscovo como um inimigo.

O ex-diplomata diz que o "Ocidente" nunca conseguirá mudar o comportamento da Rússia através de sanções, porque Moscovo não vai "jamais abdicar dos seus interesses geopolíticos", e acredita que a única forma de "modificar" a situação é através do estabelecimento de compromissos e de relações de parceria.

"Quando na última reunião do G7, no Canadá, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu maior proximidade em relação à Rússia, os europeus não aceitaram. A história, no futuro, vai julgar os europeus pela falta de sentido comum", afirma Kishore Mahbubani, considerando que a invasão da Crimeia em 2014 foi um resultado direto das ameaças "de alguns ocidentais" sobre a entrada da Ucrânia na NATO.

Sendo assim, o ex-diplomata da cidade Estado de Singapura frisa que a Europa deveria preocupar-se mais com a migração africana porque "vai aumentar".

"Em 1915 a população europeia era superior à população africana, mas atualmente a população do continente africano é duas vezes superior ao número total de habitantes da Europa", refere.

No livro, o professor da Universidade Nacional de Singapura considera que o Ocidente não está a encarar da melhor maneira as transformações na Ásia e considera que um dos acontecimentos mais importantes da atualidade foi a entrada da República Popular da China na Organização Mundial do Comércio (OMC), em 2001.

O académico de Singapura, frisa que a entrada da China na OMC "está a mudar o mundo" e diz que vê mudanças em relação ao regime.

"Toda a gente pensa que a China é um país ditatorial e opressivo. Se fosse esse o caso, porque é que os cerca de 100 milhões de chineses que viajam para o exterior da China livremente, todos os anos, regressam ao país? Se fossem reprimidos porque regressariam ao país? Do ponto de vista de Pequim, as últimas três décadas foram os melhores anos dos últimos três mil anos", conclui Kishore Mahbubani.

O livro 'A Queda do Ocidente? Uma Provocação' de Kishore Mahbubani (Bertrand Editora, 139 páginas) foi lançado esta semana em Portugal.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório