Meteorologia

  • 20 JUNHO 2018
Tempo
27º
MIN 26º MÁX 27º

Edição

Japonês libertado após 45 anos no corredor da morte pode voltar à cadeia

Iwao Hakamada foi libertado em 2014, após 45 no corredor da morte, acusado da morte de uma família de quatro pessoas.

Japonês libertado após 45 anos no corredor da morte pode voltar à cadeia
Notícias ao Minuto

17:48 - 11/06/18 por Anabela de Sousa Dantas

Mundo Iwao Hakamada

O japonês Iwao Hakamada, libertado em 2014 após 45 anos no corredor da morte, pode voltar à prisão depois de um tribunal ter revertido a decisão de revisão do seu caso, o que lhe havia garantido a suspensão temporária da pena.

Hakamada, recorde-se, é um ex-lutador de boxe de 82 anos, com uma doença mental, e que foi condenado à pena de morte em 1968, acusado de ter assassinado o presidente da empresa onde trabalhava, a esposa deste e os seus dois filhos, dois anos antes, em 1966.

Um tribunal do distrito de Shizuoka, no centro do Japão, determinou a revisão do seu caso em 2014 depois de analisar provas de ADN apresentadas pela defesa do condenado. Podendo ser declarado inocente, o juiz considerou que a sentença deveria ser imediatamente suspensa.

De acordo com o Guardian, o tribunal superior de Tóquio anulou essa decisão, esta segunda-feira, não concedendo credibilidade às provas apresentadas pela defesa, que apontavam para que a polícia tivesse falsificado as provas inicias, que levaram à condenação de Hakamada.

Hakamada, que se acredita ser o homem que mais tempo passou no corredor da morte, em todo o mundo, sempre se declarou inocente do crime e várias organizações humanitárias denunciaram que a investigação do caso estava rodeada de todo o tipo de irregularidades. O detido dizia ter sido coagido pela polícia a reconhecer a autoria do crime.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.