Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Eleições: Erdogan felicita Maduro pela reeleição

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, felicitou hoje o seu homólogo venezuelano, Nicolas Maduro, pela reeleição nas presidenciais antecipadas de domingo na Venezuela, que têm sido muito criticadas pela comunidade internacional.

Eleições: Erdogan felicita Maduro pela reeleição

Erdogan transmitiu as felicitações a Maduro durante uma conversa telefónica na noite de terça-feira, tornando-se, assim como o homólogo russo, Vladimir Putin, um dos poucos líderes mundiais a parabenizar o Presidente venezuelano.

Nicolas Maduro venceu as eleições presidenciais antecipadas de domingo na Venezuela, com 68% dos votos, muito à frente dos seus concorrentes, mas com 54% de abstenção. A oposição boicotou a votação e denunciou a existência de fraude no escrutínio.

Os Estados Unidos, o Canadá, a União Europeia e uma dúzia de países da América Latina haviam indicado antes mesmo da votação que não reconheceriam o resultado.

Os resultados anunciados, descritos como uma "brincadeira" pelos norte-americanos, também foram rejeitados pelo Grupo Lima, uma aliança de 14 países americanos e caribenhos que inclui a Argentina, Brasil, Canadá, Colômbia, Estados Unidos e México.

Nicolas Maduro anunciou na terça-feira a expulsão dos encarregados de negócios dos EUA em Caracas, o mais alto representante diplomático dos EUA, após a aplicação de novas sanções económicas por parte de Washington após a reeleição.

Na terça-feira, a União Europeia (UE) admitiu a aplicação de sanções à Venezuela pelas numerosas irregularidades assinaladas nas eleições de domingo, que reconduziram Maduro até 2013.

A Alta Representante da UE para Política Externa e Segurança, Federica Mogherini, referiu, em comunicado, que "a Venezuela precisa, com urgência, de uma solução política para colocar um fim à atual crise e, antes de tudo, para responder às necessidades humanitárias mais prementes da população".

Também a Comissão Europeia lamentou na terça-feira que as eleições presidenciais na Venezuela tenham tido lugar sem que fosse acautelada a transparência e liberdade do ato eleitoral, e garantiu que continuará a seguir de perto os desenvolvimentos no país.

Durante uma visita à Turquia em outubro, Maduro aludiu a uma visão compartilhada com a Turquia sobre um "mundo diferente", após uma reunião com Erdogan.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório