Meteorologia

  • 24 NOVEMBRO 2020
Tempo
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Sistema de votação preparado para presidenciais venezuelanas de domingo

A presidente do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) venezuelano garantiu hoje que o sistema de votação obteve uma avaliação "perfeita" em todas as auditorias a que foi submetido e que está preparado para as eleições presidenciais de domingo.

Sistema de votação preparado para presidenciais venezuelanas de domingo
Notícias ao Minuto

22:25 - 19/05/18 por Lusa

Mundo CNE

"Em cada teste e em cada auditoria saiu tudo perfeito. Estamos prontos para receber os eleitores no domingo", afirmou Tibisay Lucena, em conferência de imprensa.

Mais de 20,5 milhões de venezuelanos vão no domingo às urnas para eleger o próximo Presidente, que entre 2019 e 2025 dirigirá os destinos da Venezuela.

Há quatro candidatos, entre os quais está o atual Presidente Nicolás Maduro. Na lista figuram Henri Falcón (dissidente do chavismo), o pastor evangélico Javier Bertucci e o engenheiro Reinaldo Quijada.

A aliança opositora Mesa de Unidade Democrática não apresentou qualquer candidato.

Nas mesmas eleições, os venezuelanos vão ainda eleger mais de 500 membros dos concelhos legislativos regionais dos 23 estados do país, com exceção do Distrito Capital, Caracas, onde não existe tal figura.

O processo eleitoral vai ser acompanhado por missões de observadores de Angola, Etiópia, Mali, Moçambique, Palestina, República Dominicana, Rússia, África do Sul e Suriname.

As várias auditorias realizadas foram acompanhadas pelos observadores internacionais e nacionais e decorreram "com toda a tranquilidade", acrescentou a presidente do Conselho Nacional Eleitoral.

Segundo o Conselho Nacional Eleitoral, 20.526.978 de venezuelanos estão habilitados para votar. No estrangeiro estão recenseados 101.595 eleitores a maioria deles em países da Europa.

Foram instaladas 34.143 mesas eleitorais em 14 mil centros de votação da Venezuela, que vão abrir pelas 06:00 horas locais e encerrar pelas 18:00 horas locais (mais quatro horas e meia em Lisboa), permanecendo abertos os que tenham eleitores à espera para votar.

Trezentos mil oficiais das Forças Armadas Venezuelanas têm a missão de garantir a segurança do material eleitoral e dos centros de votação, ao abrigo da operação Plano República, na qual participa também o Ministério Público.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório