Meteorologia

  • 17 AGOSTO 2018
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

Irlanda adverte Reino Unido para risco de saída sem acordo

O primeiro-ministro da Irlanda advertiu hoje que o Reino Unido corre o risco de sair da União Europeia "sem acordo de todo" se as negociações do Brexit continuarem sem progredir devido às divergências internas no Governo britânico.

Irlanda adverte Reino Unido para risco de saída sem acordo
Notícias ao Minuto

15:49 - 17/05/18 por Lusa

Mundo Brexit

Leo Varadkar, que falava à imprensa à margem da cimeira europeia a decorrer em Sófia, lamentou não ter visto ainda uma proposta britânica que "se aproxime" de uma solução para a difícil questão da fronteira entre a Irlanda do Norte, território britânico, e a República da Irlanda, Estado-membro da UE.

O primeiro-ministro irlandês deverá reunir-se hoje com a primeira-ministra britânica, Theresa May, à margem da cimeira, que reúne na capital búlgara os países da UE e seis países dos Balcãs.

Varadkar advertiu mais uma vez que o tempo para um acordo entre Londres e Bruxelas está a esgotar-se e que se aproxima uma cimeira decisiva sobre o 'Brexit', marcada para 28 e 29 de junho em Bruxelas.

"A data limite para um acordo de saída é o mês de outubro, mas se não fizermos progressos concretos e substanciais até junho, devemos questionar-nos seriamente se não vai haver acordo de todo", disse Varadkar.

Após o 'Brexit', a fronteira irlandesa será a única fronteira terrestre entre o Reino Unido e a UE. O executivo de Theresa May avalia atualmente dois cenários para resolver esta questão e evitar a introdução de uma fronteira física.

A UE prevê uma solução de recurso para o caso de não se chegar a um acordo, segundo a qual a ilha é totalmente incluída na união aduaneira.

Londres rejeita esta hipótese, porque ela se traduziria numa fronteira de facto entre a província autónoma da Irlanda do Norte e o resto do Reino Unido.

Varadkar voltou hoje a pedir a Londres para apresentar soluções "escritas preto no branco".

"Precisamos de saber se funciona e se é juridicamente viável e ainda não vimos nada que se aproxime remotamente" de uma solução, disse.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.