Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2018
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 20º

Edição

Tensão entre Turquia e Israel sobe após mortes na faixa de Gaza

A Turquia pediu hoje ao cônsul-geral de Israel em Istambul para deixar o país temporariamente, um dia depois de Israel ter tomado uma medida semelhante em relação ao cônsul-geral turco em Jerusalém.

Tensão entre Turquia e Israel sobe após mortes na faixa de Gaza
Notícias ao Minuto

12:40 - 16/05/18 por Lusa

Mundo Jerusalém

Segundo a agência estatal Anadolu, o Ministério dos Negócios Estrangeiros turco pediu ao cônsul-geral israelita em Istambul, Yossi Levi Safri, para deixar a Turquia "durante um certo tempo", num contexto de forte tensão entre os dois países após a morte na segunda-feira de perto de 60 palestinianos com balas israelitas na faixa de Gaza.

Este foi o último passo numa sucessão de choques diplomáticos, depois de na segunda-feira a Turquia ter chamado para consultas o seu embaixador em Telavive, Kemal Okem, e de na terça-feira ter pedido ao embaixador de Israel em Ancara, Eitan Naeh, para abandonar o país temporariamente.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros de Israel lamentou o "tratamento humilhante" sofrido pelo seu embaixador na Turquia quando abandonava o país e convocou o encarregado de negócios turco em Israel, Umut Deniz.

Naeh foi submetido "a um rigoroso controlo de segurança, com a presença deliberada dos meios de informação turcos" quando tentava embarcar num avião no aeroporto de Istambul, refere o ministério, que convida os media a filmarem Deniz quando este se deslocar às instalações.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, também trocaram acusações, com o primeiro a qualificar Israel de "estado terrorista" e a acusá-lo de "genocídio" e chefe do governo do Estado hebreu a responder que ele não pode dar lições de moral enquanto apoiante do movimento radical Hamas e depois de ter invadido a Síria para combater os curdos.

A subida de tensão pode afundar a frágil normalização das relações entre os dois países lançada em 2016 após uma grave crise diplomática desencadeada por um ataque israelita contra o navio de uma organização não-governamental turca que se dirigia para a faixa de Gaza em 2010.

O assalto das tropas israelitas ao navio Mavi Marmara, que integrava uma frota com ajuda humanitária que tentava furar o bloqueio a Gaza, terminou com a morte de nove ativistas turcos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório