Meteorologia

  • 16 AGOSTO 2018
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 22º

Edição

Não consegue emagrecer ou parar de engordar? O culpado está na sua cabeça

Embora sejam os principais responsáveis, a alimentação e o exercício físico não são os únicos fatores no processo de perda de peso.

Não consegue emagrecer ou parar de engordar? O culpado está na sua cabeça
Notícias ao Minuto

09:12 - 22/03/18 por Mariana Botelho 

Lifestyle Emagrecer

Saber que precisa de perder peso, fazer uma dieta e ainda assim subir à balança e ver os números continuar a subir é frustrante, mas real e comum. O culpado é o stress, que funciona como obstáculo à perda de peso.

As alterações no corpo humano por que o stress é responsável têm como consequência a obesidade, como concluiu um estudo realizado em Espanha, mas que reflete um dado mais geral que para o país espanhol, se ao problema do stress associarmos a questão da ansiedade – problema psicológico bastante frequente e atual.

Embora não haja uma relação direta à quantidade de peso ganho por cada ‘episódio’ de stress, diz o El País que o efeito de stress é comparável ao consumo de um cheeseburguer ou uma barra de chocolate com caramelo.

Mas como funciona o stress no nosso organismo?

O stress é uma reação fisiológica que funciona como defesa a certas ‘ameaças’. Aquando daquilo que vemos como potencial perigo, o corpo liberta as hormonas de stress (adrenalina e cortisol) que fazem com que o coração trabalhe mais depressa e bombeie mais sangue para os músculos e todos os órgãos. Quando a ameaça passa, o cérebro recebe a informação e para a libertação das referidas hormonas, permitindo que o corpo volte a um estado de calma.

Tal é o funcionamento dito normal do stress. Contudo, é quando o cérebro não termina com a libertação das hormonas de stress que surgem os problemas de saúde. Relativamente ao aumento de peso, deve-se à constante libertação de cortisol que influencia diretamente o aumento do perímetro abdominal.

A par desta questão fisiológica, a nível psicológico o stress também leva frequentes vezes a um auto impedimento para que se pratique exercício físico assim como a vontade de se estar sempre a petiscar (o que raramente nos leva para snacks saudáveis) já que a comida camufla sensações negativas como a ansiedade.

Em suma, e segundo os psicólogos que investigaram a relação entre o stress e as variações de peso, trocar uma vida sedentária por uma ativa, que se complementa com uma alimentação equilibrada, é o primeiro passo, mas importa não esquecer estratégias que nos aliviem do stress.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.