Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2018
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 20º

Edição

Duas cervejas por dia, nem sabe o bem que lhe fazem

Cerveja, vinho e uns quilinhos a mais são, segundo um novo estudo norte-americano, o segredo para uma vida mais longa. Será?...

Duas cervejas por dia, nem sabe o bem que lhe fazem
Notícias ao Minuto

23:05 - 21/02/18 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Alimentação

Ingerir duas cervejas ou dois copos de vinho diariamente, diminui o risco de morte prematura por um quinto.

E ter uns quilos a mais diminui o risco de morte precoce em três por cento.

Mais ainda, uma rotina diária que inclui dois cafés e 15 minutos de exercício também reduz o risco de se morrer ainda em idade jovem, em dez e onze por cento, respetivamente.

Um grupo de investigadores norte-americanos afirma que a prática de exercício moderado, como uma caminhada, é suficiente.

Já duas horas dedicadas a atividades como jardinagem, leitura, jogos de tabuleiro e trabalhos manuais, reduzem até 21% a probabilidade de morte prematura.

Os cientistas analisaram dados relativos a 14 mil indivíduos, de idades compreendidas entre os 55 e os 100 anos, para descobrirem os segredos de uma vida longa. Mantiveram-se em contacto com os voluntários e monotorizaram-nos durante 37 anos.

A professora da Universidade da California e coordenadora do estudo Claudia Kawas alerta que: “Uma vida longa não é necessariamente sinónima de uma vida sem doenças”.

Todavia: “As pessoas devem incorporar estes hábitos no seu dia a dia de modo a terem uma maior probabilidade de experienciar uma vida mais longa”, explica.

“Porém, a saúde não é uma garantia absoluta. A informação que recolhemos revela infelizmente que nenhuma daquelas rotinas reduz a probabilidade dos indivíduos desenvolverem doenças como demência ou Alzheimer”

Kawas sublinha ainda: “A partir dos 60 anos ganhar algum peso é positivo. O ideal é que o peso aumente cerca de cinco quilos, de dez em dez anos. O risco de mortalidade é 50% maior nas pessoas muito magras. A magreza não é algo negativo na juventude, porém na velhice pode ser prejudicial”.

O estudo e os resultados foram apresentados no encontro anual da American Association for the Advancement of Science.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório