Meteorologia

  • 16 DEZEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 14º

Edição

Órgãos humanos desenvolvidos em ovelhas

Cientistas norte-americanos planeiam criar ovelhas com pâncreas humanos, injetando-lhes embriões geneticamente modificados com células estaminais humanas – o que significa que os animais serão dadores 'pré fabricados'.

Órgãos humanos desenvolvidos em ovelhas
Notícias ao Minuto

14:05 - 20/02/18 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Ciência

A experiência já está a ser considerada um avanço científico fundamental, capaz combater a excassez na doação de órgãos humanos, que resulta, todos os anos, em milhares de mortes.

Os cientistas creem que a 'criação' de órgãos humanos no organismo de animais pode tornar-se numa realidade nos próximos dez anos.

Todavia, o projeto já está a ser alvo de duras críticas, nos Estados Unidos, por movimentos pró-vida e pela Igreja Católica que insistem que a experiência irá criar uma espécie híbrida, de ‘animal-homem’.

O grupo de investigadores norte-americanos, coordenado pelo professor de genética da Universidade de Stanford, Hiro Nakauchi insiste que não é esse o objetivo do projeto científico.

Nakauschi, já é conhecido por ter desenvolvido o pâncreas de uma rato num roedor para depois o transferir para um rato diabético, curando-o daquela patologia.

“Estamos apenas a criar um organismo que contém células humanas e neste caso de ovelhas. Não estamos a criar por exemplo porcos com caras ou cérebros humanos”, explicou o professor.

Nakauchi revelou que num primeiro estágio do estudo os embriões tinham-se desenvolvido com 0,1% de células humanas, durante 21 dias de gestação. Acrescentou ainda que a equipa de investigadores descobriu uma forma de provocar a multiplicação das células estaminais para que formem um certo órgão.

Num segundo estágio do projeto, os cientistas esperam prolongar a experiência até aos 70 dias de gestação e ‘destruir’ a capacidade das ovelhas de gerarem os seus próprios pâncreas.

“Pode demorar até dez anos, mas eventualmente havemos de conseguir alcançar esse resultado”, garantiu o professor.

Se a experiência for bem sucedida, Nakauchi espera que no futuro outros animais de maior porte possam desenvolver órgãos humanos como o coração, o fígado e pulmões.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório