Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2018
Tempo
22º
MIN 22º MÁX 23º

Edição

Puma processa Philipp Plein por uso do logo da marca

O designer alemão respondeu às acusações com uma promoção para os clientes cujo convite surge como “Don’t be a Puma, be a Tiger”.

Puma processa Philipp Plein por uso do logo da marca
Notícias ao Minuto

07:00 - 16/01/18 por Mariana Botelho 

Lifestyle Phillipp Plein

Há várias coleções que a marca Plein Sport, de Philipp Plein, conta com a imagem de um tigre, mas foi a coleção apresentada no final de 2017 que levou a marca Puma a processar o designer por uso do seu logo registado em T-shirts, hoodies, sapatos e outras peças da nova coleção, segundo Neil Narriman, proprietário da Puma.

Como injunção temporária, o tribunal de Duesseldorf, na Alemanha, impede Plein de vender os seus produtos online para Alemanha, onde Puma está sediada. A marca prepara-se para alargar a proibição de venda a outros países, se necessário, referindo que a intenção não é a de abrir guerra com Plein, mas a de impedir que o problema cresça.

Mas Plein não parece estar disposto a ceder à alegação. Segundo Narriman, até à data Puma não recebeu qualquer resposta direta do designer alemão, sendo o próximo passo uma audiência no mesmo tribunal, onde Plein será ouvido.

Vencedor do prémio GQ homem do ano na categoria moda em várias edições, Plein responde por outros meios à decisão do tribunal: na passada quinta-feira, publicou no seu Instagram uma promoção de 50% na coleção de desporto, que será oferecida a qualquer cliente que entregue os seus sapatos Puma, que Philipp Plein quer recolher para doar “aos menos afortunados”. Na descrição da publicação pode se ler que “a regra da vida é simples: caça ou és caçado… sê um tigre!”. Uma mensagem que ressalva indiretamente a diferença entre o tigre usado por Plein e o Puma da marca que o processou.

Don’t be a Puma, BE A TIGER! Discover all details on pleinsport.com #huntorgethunted @philippplein78

Uma publicação partilhada por Plein Sport (@pleinsport) a 11 de Jan, 2018 às 2:13 PST

Esta não é a primeira vez que Philipp Plein é acusado de plágio. No ano passado, Alexander Wang usou o seu Instagram para acusar Philipp Plein de apresentar uma coleção que é, segundo Wang, cópia da que a designer apresentou em 2014, em parceria com a H&M.

Uma publicação partilhada por Alex Wang (@alexwangny) a 14 de Fev, 2017 às 2:41 PST

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório