Meteorologia

  • 23 ABRIL 2018
Tempo
23º
MIN 23º MÁX 23º

Edição

Chefs europeus recusam confecionar peixes eletrocutados

Mais de 200 chefes de cozinha europeus subscrevem um manifesto contra a pesca por eletrocussão, comprometendo-se a não comprar nenhum peixe pescado dessa forma.

Chefs europeus recusam confecionar peixes eletrocutados
Notícias ao Minuto

17:15 - 11/01/18 por Lusa

Lifestyle Cozinha

"Recusamo-nos a trabalhar com produtos apanhados com um método de pesca que condena o nosso futuro e o do oceano", referem 'chefs' como o francês Christopher Coutanceau, a espanhola Elena Arzak ou o italiano Antonino Cannavacciuolo no documento divulgado hoje pela organização não governamental Bloom.

"Os barcos de pesca elétrica fazem capturas com uma qualidade deplorável, stressadas e muitas vezes marcadas com hematomas por causa da eletrocussão. Os peixes são de tão má qualidade que não se consegue fazer nada com eles", declaram os cozinheiros.

O seu objetivo é que "a pesca elétrica seja proibida na Europa e em outras partes do mundo".

Na próxima terça-feira, o Parlamento europeu votará sobre este tipo de pesca, permitindo a cada estado membro equipar com elétrodos até 5% da sua frota de pesca.

Este tipo de pesca consiste em enviar impulsos elétricos em direção aos fundos marinhos para capturar os peixes que aí vivem.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.