Como fazer da preparação da marmita um processo mais simples

Preparar uma lancheira com as refeições do dia seguinte não é assim tão complicado.

© iStock
Lifestyle Dia-a-dia

O uso de marmita não é apenas uma questão de necessidade, há muito que virou moda e agora é a forma mais eficaz de conseguir poupar dinheiro e também ganhar saúde.

PUB

São cada vez mais as pessoas que levam para o trabalho as refeições feitas em casa, mas são também muitas aquelas que não o fazem por acreditarem que é uma tarefa que dá trabalho e que necessita de um grande planeamento. Planear é importante, sim, mas tudo pode ser feito na noite anterior e enquanto ainda prepara o jantar.

Para facilitar a vida aos mais complicados e para convencer os mais céticos, a revista Self falou com alguns nutricionistas e listou aqueles que são os melhores conselhos para se conseguir preparar uma marmita de forma simples, rápida e saudável.

Comecemos por usar o que sobra do jantar anterior. Não há nada mais prático e rápido do que fazer um jantar em maior quantidade e usar o que sobra para comer no dia seguinte, mas se pensa que isso será um hábito aborrecido, nada como dar-lhe um toque de criatividade, fazendo misturas e juntando vegetais e sementes a gosto. Os vegetais podem ser cozinhados no fim de semana, congelados e usados sempre que necessário.

Um outro truque alia o útil ao agradável. Diz a revista que ao invés de se usar uma covete com gelo para refrescar a comida durante a viagem ao trabalho deve-se congelar a garrafa de água que se vai beber ao longo do dia. Além da refeição ficar protegida de mudanças de temperatura, a água fica sempre fresca e é menos um item que se tem que levar diariamente.

Adotar um estilo piquenique, com várias opções me menores quantidades, é também uma forma de conseguir uma marmita mais divertida e ao mesmo tempo de acabar com todos os restos possíveis e imaginários que estão no frigorífico.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS