Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2020
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 22º

Edição

Os alimentos de que deve fugir a sete pés

Nem tudo o que reluz é ouro, já diz a sabedoria popular. E na alimentação, nem tudo o que parece saudável, é.

Os alimentos de que deve fugir a sete pés

Para se ter uma alimentação saudável é preciso ter em conta uma série de recomendações, quase regras que devem ser seguidas à risca e que prometem oferecer o que de melhor os alimentos têm para oferecer.

E uma das regras mais básicas da boa alimentação implica abdicar de determinados alimentos, que, embora pareçam saudáveis, podem colocar a saúde em risco ou aniquilar toda e qualquer tentativa de perda de peso ou de procurar mais energia.

Segundo o site Eat This! são estes os alimentos a que deve fugir a sete pés:

Corantes artificiais – podem conter componentes cancerígenos ou que provoquem a hiperatividade nos mais novos, como alerta o médico Jay Cardiello.

Adoçantes artificias – por serem até 700 vezes mais doces do que o açúcar, aumentam a vontade de consumir alimentos doces.

Produtos lácteos isentos de gordura – embora contenham menos ou até nenhuma gordura, estes alimentos (como iogurtes, leite, queijo, cremes) estão repletos de componentes químicos, açúcares e outros aditivos que permitem manter a textura e sabor original.

Margarina – as gorduras processadas são altamente prejudiciais à saúde, podendo provocar problemas de obesidade, Diabetes ou cardiovasculares.

Óleos vegetais baratos – quanto menor for o preço, maior é o nível de processamento e industrialização, que fazem destes óleos as opções menos saudáveis, diz o site.

Maionese com redução de matéria gorda – tal como nos produtos lácteos isentos de gordura, a maionese com redução de matéria gorda é repleta de componentes químicos, açúcares e outros aditivos.

Manteiga de amendoim industrializada – embora a manteiga de amendoim seja um alimento saudável (quando consumido com moderação), a versão comercializada nas grandes superfícies é nada mais do que uma mescla de gorduras, açúcares e outros componentes químicos, que fazem do próprio amendoim um elemento secundário do produto.

Farinhas refinadas ou sem glúten – o facto de ser refinada faz já da farinha um alimento a evitar, mas se a esta caraterística se juntar a isenção de glúten estamos perante a nada mais do que um aglomerado de calorias e gordura.

Bebidas alternativas ao leite – são muitas as pessoas que procuram um substituto ao leite de origem animal, contudo, há que ter atenção aos componentes das bebidas encontradas. Muitas delas são repletas de gordura e açúcar.

Aveia processada – as embalagens de aveia pré-confecionada e pronta a consumir são altamente processadas e, por isso, prejudiciais à saúde.

Iogurtes de aromas – alguns dos iogurtes de aromas comercializados são repletos de açúcar e corantes.

Xarope de milho ou de ácer – se o objetivo é substituir o açúcar adicionado, nada como o mel, que é sempre uma versão mais saudável do que os xaropes de milho ou ácer.

Geleia de agave – esta geleia é melhor do que o açúcar mas contém mais frutose do que alguns adoçantes.

Enlatados – embora não sejam a pior das opções, na hora de comer vegetais o melhor é optar por consumir o mais naturalmente possível, uma vez que o facto de estarem em latas faz com que contenham químicos e aditivos para que não se estraguem.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório