Meteorologia

  • 14 NOVEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

Cancro: Eis os dez principais inimigos

São cada vez mais os alimentos e fatores quotidianos associados ao aparecimento de cancro.

Cancro: Eis os dez principais inimigos
Notícias ao Minuto

15:20 - 28/10/15 por Notícias Ao Minuto 

Lifestyle Saúde

Antes de mais, há que salientar que não existem duas pessoas iguais e que cada pessoa tem o seu organismo, o seu metabolismo e a sua forma de reagir a agressões externas. Contudo, todas as pessoas estão vulneráveis a agentes cancerígenos, umas mais do que outras.

E por serem tantos, há que destacar os principais e vistos pela ciência como os piores inimigos da saúde.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os agentes cancerígenos estão divididos em quatro grupos, consoante a gravidade:

Grupo 1 - cancerígeno para humanos;

Grupo 2A - provavelmente cancerígeno para humanos;

Grupo 2B - possivelmente cancerígeno para humanos;

Grupo 3 - não classificável;

Grupo 4 - provavelmente não cancerígeno.

E é dentro do Grupo 1 que estão os maiores inimigos da saúde. Segundo a BBC são os seguintes:

1. Tabaco – metade dos fumadores morre devido ao vício e o cigarro é de longe o maior cancerígeno do mundo moderno.

2. Fumo passivo

– mais de 600 mil pessoas morrem todos os anos devido ao fumo passivo, sendo que 28% dos óbitos são crianças.

3. Poluição do ar – por muito adequado que seja o estilo de vida (com uma alimentação equilibrada e prática de exercício físico), a poluição do ar é altamente cancerígena, estando 1,6 mil cidades a ser vigiadas pela OMS.

4. Exposição a raios ultravioleta (UV) – e não é só no verão que é preciso ter cautela. O melanoma maligno é a principal consequência da exposição excessiva e sem proteção ao sol e dos tipos de cancro mais fatais.

5. Fumo dos carros a diesel – desde os anos 80 que este fumo consta no Grupo 1 dos agentes cancerígenos, uma vez que os elevados níveis de nitroarenos conseguem afetar diretamente a saúde.

6. Químicos formaldeídos – usado no

fabrico de resinas e presente em produtos como o solvente de cola, este químico pode ainda ser encontrado na forma líquida, o formol. A inalação pode ser fatal e dar azo ao cancro no nariz, faringe ou leucemia.

7. Uso pílulas contracetivas, hormonas progesterona e estrogénio para reposição hormonal. O risco aumenta quando há um uso de hormonas combinadas, sendo que as mulheres na menopausa que tomam progesterona e estrogénio correm um maior risco de sofrer de cancro da mama.

8. Álcool – aqui, o que conta é quantidade. Quanto mais, pior. E o abuso pode ser fatal.

9. Carne processada – um aumento no consumo de 50 gramas por dia de carne processada representa 18% a mais as probabilidades de desenvolver cancro colo-retal.

10. Exposição a gás radónico – este gás radioativo é incolor, inodoro mas altamente prejudicial para a saúde, podendo originar cancro no pulmão.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório