Meteorologia

  • 25 ABRIL 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 19º

A idade em que deve parar de beber para evitar demência

Quem o diz é o neurologista Richard Restak.

A idade em que deve parar de beber para evitar demência
Notícias ao Minuto

17:02 - 23/01/24 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Doenças neurodegenerativas

"Sugiro fortemente que se tiver 65 anos ou mais elimine por completo o álcool da sua dieta. Pode estar em risco de demência", alerta o neurologista Richard Restak, na sua mais recente obra 'The Complete Guide to Memory: The Science of Strengthening Your Mind'.

Leia Também: Toma de multivitamínicos tem benefício inesperado para a saúde

Segundo o médico, à medida que as pessoas envelhecem, o álcool passa a ter um efeito a longo prazo na saúde e no bem-estar, podendo causar demência leve ou até condições como a síndrome de Wernicke-Korsakoff, causada pela falta de vitamina B1 no organismo. Esta condição provoca um estado de confusão aguda e permanente (encefalopatia de Wernicke) combinada com um tipo de amnésia a longo prazo. denominada síndrome de Korsakoff. As pessoas que padecem desta síndrome têm dificuldade em coordenar movimentos, inclusive dos olhos, e vivem desconetados da realidade.

O excesso de álcool é a maior causa de carência de vitamina B1. "As pessoas associam o álcool a melhores estados de humor ou de confiança em situações sociais, mas a bebida atinge diretamente o nosso cérebro. Independente da idade, devemos reavaliar a nossa relação com a bebida", aconselha Restak.

Leia Também: Se está a tentar emagrecer, coma este alimento todas as semanas

Recorde-se que demência é um termo genérico utilizado para designar um conjunto de doenças, como o Alzheimer - segundo a rede de saúde CUF, representa cerca de dois terços de todos os casos - que se caracterizam por alterações cognitivas que podem estar associadas a perda de memória, alterações da linguagem e desorientação no tempo ou no espaço. 

A Organização Mundial da Saúde estima que existam 47.5 milhões de pessoas com demência em todo o mundo e prevê que este número possa chegar aos 75.6 milhões em 2030 e quase triplicar em 2050, para 135.5 milhões. 

Leia Também: Só come isto ao pequeno almoço? Olhe que não é a maravilha que parece

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório