Meteorologia

  • 15 JULHO 2024
Tempo
26º
MIN 18º MÁX 26º

Saiba quando começa (e termina) a Feira do Porco de Boticas

Participam 30 produtores de fumeiro neste evento.

Saiba quando começa (e termina) a Feira do Porco de Boticas
Notícias ao Minuto

14:23 - 08/01/24 por Lusa

Lifestyle Eventos gastronómicos

Trinta produtores de fumeiro participam na Feira Gastronómica do Porco, entre quinta-feira e domingo, em Boticas, evento que é um palco para os negócios e para a promoção do concelho, disse hoje o presidente do município.

Em Boticas inicia-se a ronda pelas feiras dedicadas à venda de fumeiro no distrito de Vila Real, seguindo-se Montalegre, entre os dias 18 e 21 de janeiro, em Chaves, de 2 a 4 de fevereiro, e São João da Corveira (Valpaços) nos dias 3 e 4 de fevereiro.

Leia Também: Para tudo! Oceanário de Lisboa está com bilhetes a metade do preço

O presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, disse à agência Lusa que o certame é "o grande evento agrícola" do concelho e uma montra para os produtos do Barroso - Património Agrícola Mundial.

"É uma atividade que identifica o território e é um bom auxílio para o orçamento das famílias", sublinhou, garantindo que a grande preocupação da organização é a qualidade dos produtos.

Segundo o autarca, na feira marcam presença 75 expositores, 30 dos quais que se dedicam à comercialização de fumeiro, como alheiras, chouriças ou salpicões, enquanto os restantes apostam em outros produtos como as compotas, chás, licores, carne barrosã e até o vinho dos mortos.

O nome do vinho deriva de um facto histórico ligado às invasões francesas, altura em que o povo, com medo de pilhagens, enterrou o vinho no chão das adegas, uma técnica que se continua a manter neste concelho.

O autarca referiu que a comercialização não se esgota na feira e lembrou que o município decidiu também reativar a plataforma de venda online Boticas Tem, criada para ajudar a escoar o fumeiro durante o período da pandemia.

O certame, segundo Fernando Queiroga, movimenta todo o concelho, designadamente o comércio, restauração e hotelaria.

Numa altura em que a feira assinala 26 edições, o autarca salientou que o grande desafio é atrair mais gente nova para a atividade.

"Têm aparecido poucos, menos do que aqueles que eu julgava que pudessem aparecer", admitiu.

Por isso, adiantou que o município está a trabalhar para atrair novos produtores, "nem que seja em completamento de uma outra atividade", mostrando-se confiante que este é um problema que se "irá resolver garantidamente".

Leia Também: Castanheira de Pera lança 12 novas caminhadas temáticas

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório