Meteorologia

  • 29 MAIO 2023
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 23º

Herpes labial. Cinco sinais que requerem ajuda médica o quanto antes

Evite complicações graves.

Herpes labial. Cinco sinais que requerem ajuda médica o quanto antes
Notícias ao Minuto

22:48 - 07/02/23 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Herpes

Ainda que seja raro, o herpes labial pode mesmo resultar em complicações graves, sobretudo em grupos de risco, como recém-nascidos e bebés até aos seis meses, uma vez que estes não têm o sistema imunológico totalmente desenvolvido. Como tal, apresentam risco acrescido de febre alta e convulsões, se tiverem contacto com o herpes simplex do tipo 1 (HSV-1), um vírus altamente transmissível.

Leia Também: O que é e como prevenir vírus que paralisou o cantor Justin Bieber

"Em crianças ou adultos com o sistema imunológico enfraquecido devido a outras doenças ou a tratamentos, por exemplo, contra o cancro, o vírus responsável pelo herpes pode potenciar o desenvolvimento de encefalite, uma infeção no cérebro", adverte a organização de defesa do consumidor DECO Proteste, num artigo publicado no seu website. "Em doentes com eczema, o vírus pode penetrar na pele fragilizada e causar uma infeção chamada eczema herpético", alerta também.

"Também preocupantes são as infeções oculares: se mexer na ferida e, de seguida, tocar nos olhos, o HSV-1 pode espalhar-se e provocar ceratoconjuntivite herpética, doença grave da córnea que pode levar à cegueira", alerta, acrescentando que "o panarício herpético é outro exemplo de complicação associada ao HSV-1". "Trata-se de uma infeção da pele, intensa e dolorosa, que se manifesta através de bolhas e feridas em redor dos dedos, podendo ser necessário aplicar antivirais", explica a DECO.

Leia Também: "Cor das bengalas é código". O que precisa de saber para decifrá-lo

'Então, quando devo consultar o médico?', questiona-se o leitor. Estas são as situações:

1- Se além de herpes, tiver eczema e as defesas debilitadas;

2- Houver erupção cutânea, acompanhada de febre elevada ou de dor severa;

3- No caso de as vesículas se propagarem para outras zonas do corpo, como os olhos ou os genitais;

4- Ao fim de mais de seis episódios de herpes  por ano;

5- Se os sintomas não regredirem após uma semana de tratamento.

Leia Também: Lesões na boca, febre e outros sintomas de herpes infantil a ter em conta

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório