Meteorologia

  • 24 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 25º

Amor, amor... roupas à parte. Como organizar roupeiro a dois (com espaço)

Artigo patrocinado por hôma

Viver com alguém é uma empreitada que implica muitas cedências, não fosse a partilha do mesmo espaço por si só um desafio, muitas vezes dificultado por... falta de espaço. Neste Dia dos Namorados, surpreenda o/a 'seu/sua mais do que tudo' com uma considerável melhoria na qualidade de vida de ambos: um roupeiro devidamente organizado (livre-se das zangas motivadas pela roupa fora do lugar)!

Amor, amor... roupas à parte. Como organizar roupeiro a dois (com espaço)
Notícias ao Minuto

09:26 - 02/02/23 por Notícias ao Minuto

Lifestyle hôma

'Love is in the air'! Chegámos a fevereiro, o mês em que, por excelência, se celebra o amor, e o coração tende a bater mais forte pelas nossas caras-metades. Por vezes, a rotina tolda-nos a iniciativa para manifestações mais efusivas, mas há que não desperdiçar oportunidades para reacender a chama e ir regando a relação. O Dia de São Valentim é, pois, a ocasião ideal para, mais do que trocar presentes, trocar gestos e reafirmar sentimentos.

Até porque, apesar dos muitos ramos de flores que se oferecerão por estes dias, nem tudo são rosas quando se trata de uma vida a dois. Viver com alguém, ter de partilhar o mesmo espaço (não raras vezes pouco espaçoso), é um exercício diário deveras desafiante, que implica muitas cedências e capacidade de abnegação.

Quantas vezes deu por si em discussões estéreis sobre a loiça que ficou por lavar, ou a cama que ficou por fazer? Esses momentos de tensão, quase que adivinhamos, são extensíveis à roupa. E não nos referimos apenas à logística de pôr a lavar, estender e passar a ferro. Sobretudo em casos em que só existe um roupeiro, essa necessidade de partilhar a área consignada à arrumação pode gerar alguns desaguisados. 

Mas não atire a toalha ao chão. Há esperança! Com a ajuda certa, é possível organizar o roupeiro de um casal, rentabilizando espaço e, claro, evitando gastar energia em desentendimentos sobre meias fora do lugar. Anote estas ideias da hôma - Happy Home Living  e viva mais feliz a dobrar!

Para um bom entendimento, tudo começa no(s) armário(s)...

Quem tenha um quarto com uma área útil simpática, por assim dizer, está em vantagem em relação aos demais. E nem sequer estamos a falar do campeonato dos closets dedicados. Dispor de espaço num quarto dito normal - sem essa zona reservada - resolve muita coisa: seja para investir num roupeiro maior, seja, por exemplo, para acolher dois roupeiros. Aliás, esta seria, em princípio, a solução ideal. Cada um com o seu, ninguém se chateia.

E não faltam opções de armários ou de cómodas que, além da componente mais funcional, por certo, seriam ainda uma mais-valia no que diz respeito à composição decorativa do compartimento. Outra proposta que poderia considerar, caso um móvel em madeira seja uma opção demasiado ambiciosa, é uma estrutura em metal ou em tecido: mais leve e mais polivalente. Há também cabides multifunções com sapateira incluída que são reis da funcionalidade e arrojados do ponto de vista estético.

Notícias ao Minuto © hôma  

Ter um quarto grande, bem sabemos, não será a realidade da maioria, que, antes, se debaterá com problemas de espaço. Mas, por um lado, o roupeiro não tem necessariamente de se fixar no quarto, podendo encaixá-lo noutra divisão como a sala ou quem sabe até no hall de entrada - um armário exclusivo para casacos ajudaria a resolver a falta de espaço com que está a braços no roupeiro principal, certo? Já agora, o hall de entrada pode ser um excelente refúgio também para um cabide para roupa da rua se o armário não couber (ou a ideia não agradar), bem como para uma sapateira, principalmente para quem tem o hábito de se descalçar assim que entra em casa.

Notícias ao Minuto © hôma  

...e continua nos acessórios

Por outro lado, há uma ampla variedade de acessórios aos quais poderá recorrer para o auxiliar nesta missão de organizar o roupeiro do casal. Antes de mais, uma das palavras de ordem que se impõe é mesmo organização. Organização e método são, de resto, essenciais para capitalizar e libertar espaço.

Estabelecido o compromisso entre os dois de que essa regra é (mais ou menos) inviolável, para garantir que tudo tem o seu lugar certo nada melhor do que recorrer a organizadores. Separadores para gavetas, caixas de arrumação em feltro, sacos a vácuo - ideais para guardar roupa nas mudanças de estação -, sistemas modulares com gavetas, bolsas de arrumação compartimentadas e porta-fatos são apenas alguns exemplos de acessórios muito úteis na hora de organizar.

Notícias ao Minuto © hôma  

De fora não podemos deixar, claro, os cabides e cruzetas. E não, os cabides não são todos iguais. De madeira ou em metal, com material antiderrapante, com molas, com pinças, para calças - mais do que um par, inclusive -, mais vocacionados para camisas ou para casacos... abundam opções consoante as necessidades.

Temos ainda os cabides para portas, com ganchos - individuais ou múltiplos-, que são excelentes soluções complementares para pendurar roupa que tenhamos a uso. Sugestões a considerar também são cabides de pé e cavaletes - há alguns até com espelho incorporado -, que cumprem sem mácula a função de acomodar roupa que não caiba no roupeiro mais tradicional.

Já as mencionámos mais atrás, porém merecem uma atenção mais cuidada. Falamos das sapateiras e do seu papel fundamental no que toca a arrumar calçado. E também neste particular há diversidade de sobra. Para a porta, extensíveis, empilháveis, suspensas, com prateleiras, com gavetas, em tecido, em madeira, em bambu, em metal... basicamente, qualquer que seja a especificidade do caso, existirá uma sapateira indicada. 

Notícias ao Minuto © hôma  

Tire estes truques da manga: são infalíveis!

Para lá destes instrumentos de que pode (e deve) servir-se por forma a levar a bom porto a tarefa de um roupeiro a dois organizado, há uma série de princípios que quererá adotar, uma vez que são facilitadores do processo. Garantir que o espaço do roupeiro é equitativamente dividido (atendendo às necessidades de cada um - margem de negociação será bem-vinda, mas não vale assumir vantagem sem debate prévio!); e salvaguardar que as áreas do roupeiro estão bem delimitadas por forma a que a roupa de um e de outro não se misture, designadamente através de gavetas separadas, são alguns dos truques que poderá usar.

A forma como dobra a roupa também pode contribuir para rentabilizar espaço: dobrá-la em rolos faz verdadeiros milagres a esse nível! Separar a roupa por estações, compartimentá-la por cores, e fazer uma seleção prévia do que realmente usa e do que poderá querer desfazer-se prometem ser igualmente uma boa ajuda.

Depois de implementar estas sugestões, perceberá que, sim, é possível, uma convivência pacífica lá em casa mesmo tendo de dividir o roupeiro com a sua cara-metade. Invista na relação ao visitar uma loja hôma - Happy Home Living!

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório