Meteorologia

  • 30 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 3º MÁX 12º

Respirar poeiras e vapores (muito comuns) pode aumentar risco de artrite

É a conclusão de uma investigação que foi publicada, recentemente, online.

Respirar poeiras e vapores (muito comuns) pode aumentar risco de artrite
Notícias ao Minuto

09:02 - 07/12/22 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Saúde

Foi publicado, recentemente, um novo estudo onde se sugere que respirar poeiras, vapores, gases e solventes, muito comuns e facilmente encontrados em locais de trabalho, aumenta o risco de artrite reumatoide. Além disto, também é possível que intensifiquem o impacto negativo do tabagismo e a suscetibilidade genética para a doença, dizem os investigadores. 

Para fazer este estudo, publicado na Annals of the Rheumatic Diseases, revista científica, os cientistas analisaram dados recolhidos para uma investigação sueca.

Leia Também: Artrite. Tratamento muito utilizado pode ser prejudicial

Informações que incluíram mais de quatro mil pessoas diagnosticadas, com artrite, entre 1996 e 2017, e que foram comparadas com um grupo de controlo, com mais de seis mil pessoas, sem esta doença. 

Quase três quartos das pessoas com artrite, cerca de 73%, tinham sido expostos a, pelo menos, um tipo de poeira ou vapor, no local de trabalho.

Além disto, ao analisar os resultados foi possível concluir que a exposição a estes agentes, no local de trabalho, também parecia aumentar, ainda mais, este risco ao interagir com o tabaco e fatores genéticos.

Os investigadores explicam, no estudo, que a artrite é caracterizada pela presença ou ausência de anticorpos da anti-proteína citrulinada (ACPA). Quando estão presentes, fazem com que o prognóstico da doença seja pior, aumentando também as taxas de dano articular erosivo.

No geral, a exposição a estes agentes aumenta o risco deste diagnóstico, com estes anticorpos, em 25%, número que aumenta para 40%, quando se fala da população masculina.

Os investigadores analisaram 32 agentes e concluíram que 17, incluindo quartzo, amianto, fumo de diesel, fumo de gasolina, monóxido de carbono e fungicidas, estão muito associadas a um risco aumentado de desenvolver doença, com ACPA. Apenas alguns agentes como pó de quartzo (sílica), amianto e detergentes estavam associados a uma diagnóstico com ACPA negativa.

Leia Também: Artrite. Tem estes frutos em casa e nem imagina o mal que lhe fazem

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório