Meteorologia

  • 07 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 6º MÁX 13º

Não consegue fazer o 'número dois' quando viaja? Eis as possíveis razões

Segundo Will Bulsiewicz, gastrenterologista americano, é importante saber o que causa este problema e conseguir resolvê-lo.

Não consegue fazer o 'número dois' quando viaja? Eis as possíveis razões
Notícias ao Minuto

23:00 - 29/11/22 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Saúde

Algumas pessoas têm dificuldade em fazer o 'número dois' fora de casa e não sabem muito bem porquê. Aliás, é um problema comum, muito incómodo e que, segundo um gastrenterologista, tem algumas explicações possíveis. 

A EatingWell explica que é importante saber o que está a causar problema, assim consegue começar, o mais rápido possível, a fazer algumas adaptações ao seu estilo de vida.

Além disto, citando Will Bulsiewicz, um gastrenterologista, a revista diz que isto é essencial saber porque ajuda a prevenir qualquer tipo de desconforto gastrointestinal ou até prisão de ventre. 

Leia Também: Frequência com que faz o 'número dois' pode ser sintoma de doença grave

Está fora do ritmo

Segundo a revista, já vários estudos confirmaram que a maioria dos humanos vai à casa de banho, regularmente, pela manhã, mas raramente durante noite. Isto significa que viajar para um fuso horário diferente e/ou sentir 'jet lag' pode adiantar ou atrasar o seu relógio biológico, atrapalhando a sua rotina já definida. Tudo deve voltar ao normal quando se habituar ao horário.

Mudou a sua alimentação

Quando se viaja não se faz uma alimentação "normal". Experimentam-se novos ingredientes e cozinhas o que afeta, muitas vezes, o intestino. Não é necessário levar a comida de casa, no entanto, é boa ideia tentar incluir muitas fibras, assim como uma grande variedade de plantas e probióticos, diariamente, recomenda o especialista. Assim vai ficar com tudo mais regulado. 

Está a beber álcool a mais e água a menos

O gastrenterologista relembra que a água deve ser uma prioridade porque ajuda na digestão e evita a prisão de ventre. Não há problema em beber álcool, com moderação, mas a água nunca pode estar muito longe. 

Não está a fazer exercício suficiente 

No geral, viajar envolve muito tempo sentado em aviões, autocarros e carros. Por isso, ao chegar, finalmente, ao destino é provável que o instinto seja descansar, sentado ou deitado, o que é má ideia. É que, segundo a revista, já foi cientificamente comprovado que a "inatividade física aumenta o risco de prisão de ventre". Fazer atividade física durante meia hora, por dia, é o ideal, diz o especialista. 

Está mais stressado

São muitos os fatores que aumentam o stress durante uma viagem o que, infelizmente, atrapalha a digestão. Por isso, antes de sair de casa, aprenda três formas simples, baratas e que funcionem em qualquer local (ou contexto) de reduzir o stress. 

Leia Também: Covid. O primeiro sintoma que se experiencia no WC, segundo investigação

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório